quarta-feira, 4 de maio de 2016

CineKriativa - Missão Impossível: Nação Secreta

Olá pessoal! Aqui quem escreve é o Marcelo, e o prato do dia hoje é a resenha do filme “Missão Impossível – Nação Secreta”. Eu particularmente gosto muito dessa série de filmes, lembro que gostava da série televisiva também que assistia quando criança. Tem umas cenas forçadas? TEM né, não vamos nos iludir, mas é pra isso que a sétima arte existe, para nos levar a mundos diferentes e provocar emoções que não temos em nossas vidas!


Posição nº 47 do Kamasutra! Não era filme de ação?

Temos de volta então o “foderoso” agente Ethan Hunt, vivido por Tom Cruise (gatooooooooooo ui, me chama de mensagem secreta que eu me autodestruo em cinco segundos!!!) e sua equipe prontos para fazer o possível e o impossível! Como de praxe, o filme começa com uma missão sendo terminada, aquela introduçãozinha básica só pra sabermos quem é a equipe. Do filme anterior, “Protocolo Fantasma”, temos de volta o agente Benji e o agente Brandt. Temos também a volta de Luther, que foi colega de equipe de Hunt no primeiro e segundo filmes. E uma novata (carne fresca no pedaço!).


Frango! Aposto que não ergue nem 10kg no supino!

Nesse filme a ameaça é o Sindicato, uma sociedade secreta, que muitos julgavam ser apenas uma lenda ( muito conveniente para alguns), e que quer destruir a IMF. Aliás, a agência é temporariamente desativada, e o agente Hunt, que está em campo, tem que se virar para reverter a situação. Mas é claro que seus colegas e amigos não o deixariam na mão!


A novata mencionada anteriormente é agente do serviço britânico, e por um tempo não sabemos bem se ela está do lado da IMF ou do Sindicato. Assistam e tirem suas próprias conclusões.


Imaginem o ventinho!

Destaque para uma das cenas clímax do filme, onde Hunt tem que entrar em cofre aquático através de um duto, trocar um chip e sair. Detalhe: entre os sistemas de segurança do cofre, há um detector de metais, ou seja, tem que entrar e sair mergulhando sem equipamento, sem cilindro. Tudo no fôlego! Haja pulmão!
Ao mesmo tempo que Ethan caça o cabeça do Sindicato para levar a verdade à tona, ele é caçado pelo próprio Sindicato e pela CIA, que quer tirar de circulação todos os agentes, já que a IMF foi fechada.




Filme de ação de tirar o fôlego (literalmente), do início ao fim. Ótima pedida pra intercalar com os romances que a patroa “pede gentilmente” que eu assista com ela (sem ofensas Raquel!).
Espero que aprovem a dica, é diversão garantida, a pipoca fica por conta de cada um! E até a próxima gente!
Marcelo Brinker

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu adoreeeei esse filme.
    Também gosto muito da franquia de Missão Impossível.
    Diversão na certa!
    A cena do tanque aquático realmente é de tirar o fôlego.
    Eu prendi a respiração junto com ele, hahaha.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  3. Oiii Marcelo, tudo bem???
    Eu também adoro esses filmes hahahah , mas também gosto dos romances kkkk, mas assisto sozinha mesmo :P Marido não curte e tal. E eu não assisto filmes de guerra, que ele curte e ele olha sozinho. Troca justa hahahha. Mas esses de ação, assistimos juntos :)
    Ahhh, eu adorei a resenha viu? Ri horrores aqui hehehhe
    Abraços
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Marcelo! Tudo bem? Eu nunca fui muito chegado nos filmes do Missão Impossível, mas vi tantos comentários para esse novo que fiquei bem empolgado para vê-lo! :) Espero fazer isso em breve. Adorei o post!

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir