sexta-feira, 31 de julho de 2015

Novo Livro Mauricio Gomyde - Surpreendente

Bom Dia Pessoal,
Tenho prazer hoje de divulgar uma novidade do querido autor Mauricio Gomyde que está lançando seu novo livro.

"Surpreendente! - Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente.

O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o grande prêmio do cinema brasileiro. O problema: não ter ideia de como fazer isso.

Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.

A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos".

Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 272

Então gostaram da novidade?
Quem ai está ansioso para ler?

quinta-feira, 30 de julho de 2015

CineKriativa: Homem-Formiga

Título original: Ant-Man
Direção: Peyton Reed
Elenco: Paul Rudd, Evangeline Lilly, Corey Stoll mais
Roteiro: Adam McKay, Andrew Barrer, + ver todos
Distribuidor: Walt Disney Pictures
Duração: 115 min.
Ano: 2015
Gênero: Ação
Classificação

Dr. Hank Pym (Michael Douglas), o inventor da fórmula/ traje que permite o encolhimento, anos depois da descoberta, precisa impedir que seu ex-pupilo Darren Cross (Corey Stoll), consiga replicar o feito e vender a tecnologia para uma organização do mal. Depois de sair da cadeia, o trambiqueiro Scott Lang (Paul Rudd) está disposto a reconquistar o respeito da ex-mulher, Maggie (Judy Greer) e, principalmente, da filha. Com dificuldades de arrumar um emprego honesto, ele aceita praticar um último golpe. O que ele não sabia era que tudo não passava de um plano do Dr. Pym que, depois de anos observando o hábil ladrão, o escolhe para vestir o traje do 

O ladrão Scott Lang (Paul Rudd) começa a trabalhar para o cientista Dr. Hank Pym (Michael Douglas) a fim de reaver uma fórmula que permite o encolhimento de um homem até o tamanho de uma formiga. Mas a missão de recuperar a fórmula se transforma na luta para salvar o mundo das mãos do antigo sócio de Pym, Darren Cross (Corey Stoll), conhecido como Jaqueta Amarela.


Nesse último final de semana assistimos ao homem-formiga. Devo confessar que minha ansiedade para ver esse filme era zero. Não conhecia os desenhos dele e nunca tinha ouvido falar. Para mim até parecia idiota ter um super herói que poderia encolher em um tamanho de formiga, pensei o que ele faria com isso? 



Mas meu excelentíssimo viciado em super heróis e falando que esse seria o próximo participante dos Vingadores, e me falando que era legal enfim decide ver com meus próprios olhos. Não me arrependo no final das contas o homem do tamanho de uma formiga pareceu ser útil em alguns casos.



Em Homem-Formiga acompanhamos a história de Scott Lang um ladrão famoso que acaba de sair da cadeia. Como ex-presidiário é difícil ele encontrar um serviço, o que atrapalha muitos seus planos de reconquistar a confiança de sua ex-esposa para visitar sua pequena filha. Scott não quer mais fazer parte da vida do crime, porém como a situação esta difícil decide aceitar a proposta de um amigo seu e fazer um último roubo.

Mal ele poderia saber que esse roubo seria na caso do Dr. Hank Pym que acaba armando isso, fazendo ele roubar o seu traje especial do Homem-Formiga. Scott ingênuo acaba vestindo o tal traje e essa é uma das cenas mais hilárias do filme e se vendo do tamanho de uma formiga passando por alguns sufoco.



Assustado ele decide devolver o traje para o Dr Hank, porém dessa vez a policia lhe pega e para soltar o mesmo o Dr. Hank lhe faz uma proposta: ajuda-lo a salvar o mundo, pois seu pupilo Darren acabou descobrindo uma maneira de criar um traje idêntico ao do Dr Hank, porém suas intenções são as piores o possível, pois ele quer vender o mesmo para uma associação de bandidos. Hank não vai deixar isso acontecer para isso deve roubar o traje de Darren e destruir todas as evidencias de um vez por todas de que isso seja possível ser realizado.



MINHA OPINIÃO

Me surpreendi muito com esse filme. Gostei muito de conhecer mais essa história e de entender como uma pessoa do tamanho de uma formiga pode ser útil. Alias como as formigas em si podem ser uteis, sim temos um exercito de formigas no filme, e cada uma tem uma função, acho que essa foi uma das partes mais divertidas que achei. Scott além de aprender a usas o traje deve aprender a comandar as formigas para lhe ajudarem.

Nesse filme também acabamos visitando a base dos vingadores e encontrando um deles que tem uma pequena participação que achei super especial.



A parte divertida fica a critério dos amigos de Scott que são umas figuras a parte, sabem aqueles ladrões que não conseguem dar uma dentro...pois é.

Temos romance nesse filme também pois a filha do Dr Hank acaba retirando alguns suspiros de Scott e além disso, acredito que ela terá um grande papel nesse universo de heróis futuramente.



Gostaria de comentar sobre o final do filme e de como ele me surpreendeu, foi algo que eu realmente não esperava e que deu uma lógica para toda a história.

Aviso também para quem for ver esse filme que temos “duas” cenas de crédito após o final e também que tio Stan aparece no filme como sempre em seu papel coadjuvante, eu achei ele...rsrs



Enfim recomendo para todos que gostam desse universo Marvel tenho certeza que vai lhe agradar.

Curiosidades

1. O super-herói Homem-Formiga foi criado pelos quadrinistas Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby, em 1962. O personagem foi um dos fundadores dos Vingadores.

2. Na histórias em quadrinhos, o Dr. Hank Pym foi o primeiro personagem a assumir o papel do Homem-Formiga.

3. No primeiro teaser do longa, a Marvel fez uma brincadeira com o fato do personagem-título ter a habilidade de encolher. As cenas surgem minúsculas, somente visíveis por "formigas".

4. Originalmente, o diretor Edgar Wright, um grande fã do Homem-Formiga, propôs o filme para a Marvel em 2003, descrevendo-o como "uma comédia de ação e aventura; uma ação cross-gênera e efeitos especiais amenos." Ele vinha desenvolvendo o longa desde então, realizando testes de câmera, contratando o elenco, e estava próximo de iniciar as filmagens. Porém, em 2014, Wright desistiu devido a "diferenças criativas" entre ele e a Disney, que havia comprado a Marvel Studios dois anos antes. Mesmo fora do projeto, uma grande parte do roteiro escrito por Edgar ainda encontra-se na história.

5. De acordo com Michael Douglas, o traje para Paul Rudd teve de ser alterado por causa de seus músculos. Rudd fez um extenso treinamento além de dieta, a fim de construir forma muscular adequada para um super-herói. Porém, Paul tornou-se tão másculo, que foi preciso "amaciar" o figurino.

6. O filme estava em desenvolvimento desde o final dos anos 80. O criador do Homem-Formiga, Stan Lee, fez uma oferta a New Line Entertainment, mas acharam a premissa semelhante a Querida, Encolhi as Crianças (1989). O projeto definhou, assim, por duas décadas.

7. O capacete do Homem-Formiga é influenciado a partir do Homem de Ferro e do Autobot Bumblebee, de Transformers.

8. Nos quadrinhos, Hank Pym é o criador de Ultron. Este filme é o seguinte da Marvel após o lançamento de Vingadores: Era de Ultron (2015).

9. Corey Stoll descreve seu personagem, Darren Cross, como uma versão sombria de Hank Pym: "Cross é um cara que não tão diferente do personagem de Michael Douglas, Hank Pym. Um brilhante cientista, que não é eticamente justo. A melhor coisa do filme é que todo mundo está nesses "tons de cinza" ".

10. Scott Lang (Paul Rudd) pergunta a Hank Pym (Michael Douglas) se é tarde demais para mudar o nome do Homem-Formiga. Pym tem tido uma série de designações de super-herói ao longo dos quadrinhos do Homem-Formiga, incluindo Giant-Man, Goliath, Yellowjacket e Wasp.

11. Em determinada cena, Scott Lang sugere chamar os Vingadores para ajudar. Nos quadrinhos, o Homem-Formiga é um Vingador. Ele fez parte da escavação para encontrar o Capitão América.

12. Originalmente, o filme foi feito para concentrar-se no primeiro Homem-Formiga, Hank Pym. No entanto, os cineastas consideraram Hank como tendo uma história familiar muito hostil (Pym desenvolveu múltiplas personalidades, onde uma delas abusou de sua namorada Janet). Sendo assim, decidiram focar no sucessor de Pym, Scott Lang, de quem o próprio Pym se tornaria mentor e, consequentemente, personagem de apoio.

13. Paul Rudd declarou em uma entrevista que comprou uma fazenda infestada de enormes formigas e as observou trabalharem juntas. Ele ficou tão inspirado, que decidiu manter a propriedade após o fim das filmagens.

14. Michael Douglas disse que um dos motivos para aceitar o papel de Hank Pym foi para que seus filhos pudessem vê-lo em um filme da Marvel.

15. Além de ficar em forma com a ajuda de um instrutor e pesos, Paul Rudd trabalhou com um ginasta. Rudd disse que: "Eu sabia que teria de fazer cambalhotas, pulos e coisas assim. Eu só queria ser tão convincente quanto possível."

16. A idéia de um potencial filme do Homem-Formiga tinha sido rejeitado antes da Marvel ter seu próprio estúdio de cinema. Uma vez que o Universo Cinematográfico Marvel foi criado, havia planos para incluí-lo na Fase Um e ser um membro dos Vingadores. Esses projetos fracassaram e ele foi adiado para a Fase Dois. O longa, então, foi posposto para tornar-se o primeiro da Fase Três, até que decidiram que ele encerraria a Fase Dois após Vingadores: Era de Ultron, e que Capitão América: Guerra Civil (2016) abriria a Fase Três. Em suma, sua data de lançamento não mudou tanto como a sua classificação.

17. Os sons de laser disparados pelo Jaqueta Amarela são os mesmos emitidos pela pistola blaster nos filmes do Star Wars. A Disney possui os direitos da Marvel e Star Wars.

18. Homem-Formiga é o primeiro filme do Universo Marvel Cinematográfico a caracterizar uma referência ao Homem-Aranha, que foi recentemente obtido pela Marvel Studios. Próximo ao final do longa, no flashback de Luis com seu primo, a garota bonita diz que "há um cara que pode saltar, um cara que pode balançar e um cara que pode escalar paredes." O "escalador de parede" é, naturalmente, o nosso simpático vizinho Homem-Aranha.

19. A armadura do Jaqueta Amarela baseia-se no G.I. dos quadrinhos do Homem-Formiga "Irredeemable Ant-Man" ("Homem-Formiga Irredimível" tradução livre). O capacete do traje também incorpora as características faciais do robô-vilão criado por Hank Pym, Ultron.

20. O diretor de Homem-Formiga, Peyton Reed, foi considerado para dirigir Guardiões da Galáxia, outro filme da Marvel Studios cuja direção ficou a cargo de James Gunn. Reed também foi cotado para Quarteto Fantástico (2005), uma adaptação cinematográfica baseada em outra propriedade Marvel que foi lançado pela 20th Century Fox.

TRAILER

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Sobre a Escrita: A Arte em Memórias de Stephen King

ISBN: 9788581052779
Editora: Suma de Letras
Edição: 1
Ano: 2015
Páginas: 256
Gênero: Biografia e Memórias
Classificação
Onde comprar:

Eleito pela Time Magazine um dos 100 melhores livros de não ficção de todos os tempos e vencedor dos prêmios Bram stoker e Locus na categoria Melhor Não Ficção, Sobre a Escrita: A arte em Memórias é uma obra extraordinária de um dos autores mais bem-sucedidos de todos os tempos, uma verdadeira aula sobre a arte das letras. 
O livro também não deixa de lado as memórias e experiências do mestre do terror: desde a infância até o batalhado início da carreira literária, o alcoolismo, o acidente quase fatal em 1999 e como a vontade de escrever e de viver ajudou em sua recuperação.
Com uma visão prática e interessante da profissão de escritor, incluindo as ferramentas básicas que todo aspirante a autor deve possuir, Stephen King baseia seus conselhos em memórias vívidas da infância e nas experiências do início da carreira: os livros e filmes que o influenciaram na juventude; seu processo criativo de transformar uma nova ideia em um novo livro; os acontecimentos que inspiraram seu primeiro sucesso: Carrie, a estranha. Pela primeira vez, eis uma autobiografia íntima, um retrato da vida familiar de King.
Ao mesmo tempo um álbum de memórias e uma aula apaixonante, essa obra irradia energia e emoção no assunto predileto de King: literatura. A leitura perfeita para fãs, escritores e qualquer um que goste de uma história bem-contada.



Bom Dia Leitores,

Hoje trago um livro que me ensinou grandes lições de um dos grandes mestres da literatura, com um dos livros que consegui ler nesse meio tempo: Sobre a escrita. Desde que vi que o tio King ia lançar esse livro fiquei maluca por ele, tipo pirada mesmo, rsrs...E um belo dia cheguei em casa e fui jantar quando cheguei ao quarto tinha um presente lindo do meu excelentíssimo em cima do travesseiro me esperando, sim era o livro que eu tanto queria. Obrigado amor por me dar um presente tão lindo e precioso, porque não é apenas um livro que eu li, mas que irei reler muitas vezes.

Sobre a escrita é dividido em algumas partes:

Na primeira parte King nos traz sua biografia, nos contando um pouco mais sobre sua história com a literatura e seu sonho de ser escritor. Eu como grande fã adorei saber um pouco mais sobre a história dele, e de onde ele tirou algumas ideias para os seus livros de sucesso. Porém quem não é muito fã do autor pode achar essa parte um tanto quanto enfadonha, para esses eu indico pular para segunda parte.

Segunda parte: "Caixa de Ferramentas":
Aqui ele vai começar a falar sobre a escrita e quais seriam as ferramentas ideias para os escritores. No caso seriam duas as principais: Vocabulário e Gramatica.

Na terceira parte entramos realmente no assunto sobre a escrita, e temos a dicas interessantes de alguém que sabe do que esta falando:

No capítulo seguinte temos um post scriptum, onde ele nos conta um pouco sobre o acidente que sofreu em 1999 e como isso modificou sua rotina e afetou sua escrita.

Por final tio King nos deixa uma lista de livros que leu e gostou.

Resumindo acredito que esse é um livro que deveria ser apreciado por diversos escritores, porém se você acha que esse livro vai te ensinar a escrever, então não perca seu tempo, porque King mesmo diz que isso não é uma coisa que se ensina, mas sim se aprimora. Agora se você está em busca de detalhes e dicas de como levar essa carreira adiante, então é um livro super indicado. Nada melhor que aprender com um dos mestres.

SOBRE O AUTOR
Stephen King era um leitor fanático dos quadrinhos EC's horror comics incluindo Tales from the crypt, que estimulou seu amor pelo terror. Na escola, ele escrevia histórias baseadas nos filmes que assistia e as copiava com a ajuda de seu irmão David. King as vendia aos amigos, mas seus professores desaprovaram e o forçaram a parar.

De 1966 a 1971, Stephen estudou Inglês na Universidade do Maine em Orono, onde ele escrevia uma coluna intitulada "King's Garbage Truck" para o jornal estudantil, o Maine Campus. Ele conheceu Tabitha Spruce lá e se casaram em 1971. O período que passou no campus influenciou muito em suas histórias, e os trabalhos que ele aceitava para poder pagar pelos seus estudos inspiraram histórias como "The Mangler" e o romance "Roadwork" (como Richard Bachman).

sexta-feira, 24 de julho de 2015

União dos Autores - O que andam dizendo por aí

Desta vez vamos saber um pouco mais sobre os escritores da União dos Autores, mas pelos olhos
de pessoas muito especiais: os leitores! Vejam só o que andam dizendo por aí...










Gostou? Quer saber mais? Visite o site da União!

(FIM DO POST)

terça-feira, 21 de julho de 2015

Música do Coração de Kate Ashley

ISBN: 9788561784768
Editora: Pandorga
Edição
Ano: 2014
Páginas: 320
Gênero: Romance
Classificação: 
Onde comprar:
:: Saraiva 
:: Submarino


Abby Renard pretende se juntar à banda de seus irmãos na última etapa da turnê de verão. Tudo seria muito simples, ela decidiu que se tornaria o quarto membro do grupo. No entanto, na manhã em que encontraria com seus irmãos no ônibus da banda, ela recebe informações que a faz embarcar com sua guitarra e bagagem em um ônibus de turnê errado na Rock Nation, e acidentalmente cai na cama de Jake Slater, um vocalista mulherengo da aclamada banda Runaway Train... 

Jake Slater nunca imaginou que o anjo que caiu em sua cama resistiria aos seus encantos e muito menos lhe daria uma joelhada no meio das pernas. Naturalmente, o fato de que ela parece uma menina toda certinha e pudica faz com que ela não se encaixe em seu tipo de garota. Então, ele se surpreende quando, depois de apostar com Abby que ela não duraria uma semana no seu ônibus de turnê, ela estava mais do que disposta a provar que ele estava errado. 

Quando a semana começa a chegar ao fim, nem Abby nem Jake estão prontos para seguir em frente. Poderia uma doce cantora de country e um roqueiro bad boy ter um futuro juntos? 



Bom Dia Leitores,
Hoje trouxe a resenha de um livro que me chamou a atenção desde o primeiro contato: Música do Coração. Conheci esse livro em uma das minhas idas a livraria, achei a capa linda e como fã de romances li a sinopse, e ai estava decidido precisava dele. O livro foi legal, alcançou minhas expectativas mas ficou faltando alguma coisa que ainda não sei o que, quem sabe agora eu descubro.

Em Música do Coração acompanhamos a história de Abby que decidiu juntar-se ao grupo de seus irmãos como cantora principal, já que um deles vai se casar. Ela vai encontrá-los em um dos famosos eventos a Rock Nation, porém por um pequeno acidente Abby acaba caindo na cama de Jack Slater, o guitarrista famoso da banda Runaway Train.

Jack esta acostumado a ter todas as mulheres a seus pés e fica surpreso ao ver que o lindo anjo que está na sua cama não quer nada com ele, deixando isso bem claro com um belo chute nas suas partes íntimas. Porém ele não é um homem de desistir então decide fazer uma aposta, falando que ela não duraria uma semana dentro do ônibus com sua banda de rock.

Abby como não é uma mulher de dar para trás aceita o desafio e acaba envolvida em uma das maiores aventuras de sua vida.

MINHA OPINIÃO

Música do coração foi um livro bom. Para mim foi aquele livro que me deixou com uma sensação nostálgica ao acabar, como se estivesse me despedindo de velhos amigos. O livro tem partes engraçadas mescladas com algum drama e um romance de tirar o fôlego. Os capítulos são curtos e hora são narrados por Abby hora por Jake o que achei extremamente interessante, pois conseguimos conhecer os dois lados da história e não tem como não torcer pelos dois.

Foi interessante o fato de viver junto com essas bandas e conhecer um pouquinho mais do que acontece por trás dos camarins, e ver como é o dia-a-dia dos mesmo, e como tudo acontece no dia do show. A Runaway Train ganhou meu coração, seus integrantes são especiais. Dou destaque ao AJ que com certeza com seu ritmo caliente me ganhou na primeira dança que ele teve com Abby.

Sobre o enredo achei interessante a forma como a autora conduziu o mesmo com seus altos e baixos e a história por trás da banda ajudou muito nos trazendo um pouco do mundo real também. Consegui me ver em algumas partes como uma das espectadoras do show dos meninos e com certeza virei fã deles.

Sobre os personagens Abby me convenceu em diversas partes, gostei muito do jeito dela agir e encarar a vida, sendo uma mulher decidida e que esta disposta a enfrentar desafios, sem contar na amizade que ela faz com o pessoal da banda, posso dizer que ela me lembrou vagamente nessa parte uma de minhas melhores amigas, com seu jeito brincalhão de ser. Porém algumas coisas me incomodaram nela, ela ainda é virgem, não que isso seja de todo o ruim, mas ela é uma mulher e 20 e poucos anos, toda independente e decidida e diz que ainda é virgem porque não se apaixonou por ninguém, isso para mim não ficou factível com sua personalidade. Além disso, a maneira como ela aceita as mancadas de Jake me admiraram também, pois sempre foi de uma maneira muito fácil e doce, se tornando uma daquelas mulheres que o cara bate bate e não fazem nada, calma não tem surra nesse livro não, só que as coisas que ele fez foram desculpadas fácil demais o que para mim na vida real seria um pouco mais complicado.

Sobre Jake ele me despertou vários sentimentos pois conseguimos ver sua parte de rockeiro ultra famoso, mulherengo e de bem com a vida, mas ao mesmo tempo conseguimos enxegar um lado super humano e como ele pode ser uma pessoa de carne e osso, nessa parte a autora acertou em cheio. A sua teimosia de se abrir as vezes me irritou um pouco, sendo que sempre que estava para baixo fazia questão de afastar as pessoas do seu redor.

Talvez por esses fatores o livro não tenham me agradado como um todo, pois em várias partes ficava esperando mais. Mais atitude de Abby com Jake, mais abertura dele com Abby e algo mais. Mas no geral gostei muito as passagens são lindas, principalmente a música que os dois compõem juntos.

Concluindo Música do Coração é um romance bonito, com alguns dramas e muita diversão. Indico para fãs do gênero.


SOBRE A AUTORA
Eu nasci e cresci no subúrbio de Atlanta. Sou apenas uma criança com uma grande família muito parecida com o do filme “Big Fat Greek Wedding”... A diferença é que somos sulistas.

Sou formada em Inglês com bacharelado em Educação Secundária, e tenho mestrado em Educação de Adolescentes. Ensino Inglês há doze anos em escolas, tanto primarias quanto secundárias. Também dei aulas adjuntas em uma faculdade local, onde tinha estudantes muuuito mais velhos do que eu, e isso foi um pouco estranho!

Eu também sou ex-treinadora de líderes de torcida. Nada ensina mais sobre a vida do que estar presa em um ônibus com um pelotão de meninas com 15 anos de idade!

sexta-feira, 17 de julho de 2015

CineKriativa: Minions

Título original: The Minions
Distribuidor: UNIVERSAL PICTURES
Direção: Kyle Balda, Pierre Coffin
Roteiro: Brian Lynch
Gênero:Animação, Comédia, Família
Duração: 123 min.
Classificação
Ano: 2015

Seres amarelos unicelulares e milenares, os minions têm uma missão: servir os maiores vilões. Em depressão desde a morte de seu antigo mestre, eles tentam encontrar um novo chefe. Três voluntários, Kevin, Stuart e Bob, vão até uma convenção de vilões nos Estados Unidos e lá se encantam com Scarlet Overkill (Sandra Bullock), que ambiciona ser a primeira mulher a dominar o mundo.



Estava ansiosa para assistir a essa animação no cinema. Desde que conheci esses carinhas no filme Meu Malvado Favorito achei eles muito engraçadinhos e que mereciam um filme só para eles, o que realmente aconteceu. Então estávamos entusiasmados para ir ao cinema vê-los no cinema. Pior de tudo e que nos acontece uma coisa bem no dia.


Como sabíamos que a sessão estaria lotada eu e meu excelentíssimo fomos comprar o ingresso sexta-feira, para domingo de tarde na sessão das 15:10hs. Íamos nos dois, a Duda (afilhadinha dele), sua irmã e seu cunhado. Então tudo certo, chegamos no cinema uns 10 minutos antes e quando entramos na sala nossos lugares estavam ocupados. Pense! A criança quase começou a chorar, não eu a Duda..rsrs...Bom e agora...Então olhamos os ingressos e a querida da atendente nos vendeu o ingresso para as 13:10hs. Como o marcelo disse que queria para sessão das 3:10 acho que a criatura entendeu 13:10hs imagina sexta de noite as 21:30hs com aquela vóia ne...Enfim fomos na fila e falamos com a gerente então eles fizeram uma coisa que realmente me deixou feliz ela conseguiu nos colocar na sessão que queríamos porém no lugar dos cadeirantes, pois estavam vazios. Resultado não assistimos o filme aonde queríamos, porém conseguimos assistir a criança ficou feliz e eu também.


Em Minions conhecemos um pouco melhor desses seres amarelinhos, que são seres unicelulares com um único objetivo na vida: servir o maior vilão que encontrarem. Eles tentam realmente, muito, porém eles sempre acabam matando seus "chefinhos" malvados. Desistindo disso acabam se escondendo em uma caverna por alguns anos, porém a depressão começa a se abater sobre eles porque eles precisam servir alguém. Quando Kevin um minion muito esperto decide que quer salvar sua tribo e diz que vai sair para o mundo e encontrar o maior vilão de todos os tempos para eles servirem. Para isso ele recruta Stuart, um minion muito especial e malandro que adora tocar guitarra e Bob, um carinha muito especial que adora um ursinho para ir junto.


Chegando em NY eles descobrem que esta acontecendo um evento mega especial em Orlando um encontro de vilões, onde Scarlet Overkill a maior vilã do mundo estará presente. Sem nenhuma dúvida eles seguem para Orlando em busca de sua nova chefe, porém para provar que são capazes de trabalhar para ela terão que roubar nada mais nada menos que a Coroa da Rainha da Inglaterra. 
E agora será que nossos amiguinhos serão capazes de tal serviço? 
E pior será que dessa vez eles conseguirão manter sua chefinha sã e salva?



O que falar de um filme tão divertido. Sou suspeita para falar pois amo animações e desenhos e esse não deixou nada a desejar. Tudo que esperava encontrar com certeza achei no filme e sai muito satisfeita do cinema. Achei muito bem construído a personalidade das três figurinhas que acompanhamos e que fica bem evidente quando eles estão assistindo TV em uma hora, que bom eu achei hilária.

Os efeitos são muito legais, mas a história em si e as atrapalhadas desses carinhas com certeza tomam a cena. Não tem como não torcer para Kevin salvar sua tribo, em papel de pai protetor ele esta disposto a tudo para conseguir alcançar seu objetivo. Não tem como não se apaixonar por Stuart e suas cantadas maluquinhas. E não tem como não querer levar Bob para casa e contar uma história para ele dormir. São muito fofos gente.



Sobre os vilões achei muito bem feita essa parte também principalmente por eles nunca se darem totalmente bem, porque afinal é um filme para crianças e a mensagem não poderia ser outra correto.

Outro ponto a fala dos minions achei muito especial em uma mistura de línguas e muito engraçado vê-los expressar suas ideias e com certeza mais ainda tenta imitar eles.

Simplesmente amei e super recomendo para todos. DO mais preciso de um minion para minha estante alguém se habilita?



CURIOSIDADES: 

1. O filme é um spin-off da animação Meu Malvado Favorito (2010). Um dos diretores desse filme, Pierre Coffin, também comandou os dois filmes da franquia Meu Malvado Favorito. E por sinal, é dele as vozes dos protagonistas Stuart, Kevin e Bob.

2. Nas cenas pós-créditos de Meu Malvado Favorito 2 (2013), alguns Minions participam de um teste de elenco para o filme solo.

3. No Brasil, a dublagem dos Minions é feita por Guilherme Briggs. A atriz brasileira Adriana Esteves dá voz à vilã Scarlet Overkill. Na versão original, Sandra Bullock é quem dá voz a megera.

4. Os criadores dos Minions queriam que os personagens falassem francês, mas recearam que isso atrapalhasse a aceitação dos Minions pelo público.

5. O dialeto dos Minions faz referência às línguas francesa, espanhola, inglesa e italiana.

6. O diretor Pierre Coffin dublou os 899 Minions neste filme.

7. Bob tem "heterocromia." Seus olhos são de duas cores diferentes.

8. É possível ouvir os Minions dizerem "obrigado" em diferentes idiomas. Por exemplo, "terima kasih" é obrigado em língua indonésia, "gracias"  é obrigado em espanhol, enquanto "terima kasih" é o mesmo agradecimento em malaio.

9. O filme se passa em 1968 e 42 anos BG (Antes de Gru). Se você adicionar 42 em 1968, será 2010, o ano em que Gru e os Minions estreiaram com Meu Malvado Favorito.

10. No primeiro trailer, um minion pega uma banana debaixo de uma pedra. Ele, então diz: "C'est Banana, Miam Miam!". Traduzindo do frânces: "É uma banana, Yummy!"

11. Os três minions foram projetados para coincidir com a aparência de Margo, Edith e Agnes, as filhas de Gru.

TRAILER:

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Neve na Primavera de Sara Jio

ISBN: 9788581637211
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 336
Gênero: Drama
Classificação

Onde Comprar:

Neve na Primavera - Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho.
Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.
Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.
Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos,
Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.



No livro Neve na Primavera a autora nos conta a história de Vera Ray e Claire, as duas vivendo em épocas diferentes, porém suas vidas aparecem entrelaçadas pelo mesmo sofrimento.

Maio de 1933, Vera Ray é mãe solteira e cria seu filhinho Daniel de 3 anos com muita dificuldade, trabalha como servente em um hotel luxuoso, porém com um salário miserável e, para sustentar Daniel muitas vezes passa fome. 

Nessa época do ano a primavera já tinha chegado quando uma tremenda nevasca fora de tempo toda Seattle. Muito contrariada Vera sai para o trabalho, deixando Daniel envolto em um edredom azul em farrapos e, ao sair encontrou o dono do apartamento miserável em que morava cobrando o aluguel atrasado, assustada Vera saiu correndo para livrar-se do homem bêbado.

Na manhã seguinte ao retornar do trabalho Vera encontra a cama vazia e o ursinho de pelúcia de Daniel jogado na neve.

Seattle maio de 2010, Claire acorda outra vez com dor intensa no abdomem, depois lembra que o Dr.Jensen dizia ser dor fantasma, nesse momento o telefone toca e Claire sente uma rajada de frio ao atender e seu chefe do jornal mandando Claire olhar para fora e ver que estava nevando, com o maior entusiasmo pede para Claire fazer um texto sobre a nevasca fora de tempo, pois diz que poderá ser um furo jornalístico.Então Claire mergulha de cabeça nas pesquisas e descobre que em 1933, quando aconteceu um fenômeno igual, houve o desaparecimento de um menino de 3 anos e nunca ficaram sabendo o que tinha acontecido com a criança.

Com a investigação para saber o que teria acontecido com Daniel, Claire terá a surpresa de descobrir que está mais perto de Daniel do que imagina.

Um livro maravilhoso onde a autora com seu estilo próprio escreve sobre varias gerações em épocas diferentes formando um belo romance e entrelaçando as vidas de seus personagens e escrevendo belas histórias.

SOBRE A AUTORA
Sarah Jio é jornalista e já escreveu para muitas revistas conhecidas. Hoje é responsável por um blog de saúde e bem-estar, o Vitamin G. Sarah vive em Seattle com o marido, três filhos e Paisley, um golden retriever que rouba pés de meias. Ela é autora de As Violetas de Março.

sábado, 11 de julho de 2015

Louca por Você de A.C. Meyer

ISBN: 9788579307232
Editora: Universo dos Livros
Edição: 1
Ano: 2014
Páginas: 208
Gênero: Romance
Classificação
Onde Comprar:
:: Saraiva 
:: Submarino


Julie tem dois grandes sonhos: cantar profissionalmente e fazer com que Daniel a enxergue como mulher. Ele é o charmoso dono do badalado bar After Dark e se diz avesso a compromissos, sempre pronto para noitadas casuais. Em uma noite de muito movimento, o estabelecimento se vê sem um vocalista para dar continuidade à programação musical, e Julie é colocada por um dos sócios de Daniel à frente da banda para resolver o problema. 
Mas a voz e a presença de palco da nova cantora encantam o público... e também o atraente garanhão. Descontrolado de ciúmes, Daniel está disposto a usar toda a sua autoridade para tirar Julie dos holofotes e dar uma chance ao seu verdadeiro amor. Ele só não contava com as investidas insistentes de Alan, o sexy guitarrista da banda, que resolveu fazer de tudo para conquistar o coração da nossa mocinha.
Será que o sonho de Julie finalmente vai se concretizar com Daniel ou seu verdadeiro príncipe encantado é o guitarrista sensual?


O livro em uma frase:
Atenção: esse livro contém altas doses de romance, situações hilárias, garotos sensuais e o best friend gay mais maravilhoso de todos os tempos...

Ola Leitores,
Finalmente depois de muito tempo venho trazer uma resenha para vocês. De um livro nacional muito interessante Louca por você. Lembrou que quando esse livro saiu foi feito um grande marketing em cima e inclusive eu achava que ele era internacional pelo nome da autora A. C. Meyer, não sei se ela fez isso propositalmente mas parece ser estrangeiro então enfim achava que era, mas me enganei. Li a sinopse e gostei da temática então decide ler, posso dizer que foram horas prazerosas.

Em Louca por você somos levados ao ambiente do After Dark, um bar noturno comandado por três sócios. Julie é irmã adotiva de Daniel um dos donos do bar, seus pais morreram quando ela era criança e ela foi criada junto com Daniel e sua irmã. Porém, ela nunca viu Daniel como seu irmão de verdade, mas sim como o príncipe dos seus sonhos, ele ao contrário, a enxerga como uma irmãzinha menor e Julie já esta cansada disso principalmente, pois já é uma mulher com seus 28 anos ela quer que ele a enxerga diferente e todas as noites sonha em estar na casa ao lado com ele, em sua cama, ao invés das "periguetes" que ele costuma levar.

Junto a isso Julie tem mais um grande sonho, ser cantora, ela estudou muito para isso, porém Daniel não deixa ela cantar no After Dark, e para ela não ficar longe dele aceitou em trabalhar como garçonete no local, deixando seus dois sonhos de lado.

Uma noite tudo muda, o vocalista da banda decide largar tudo e Julie acaba ocupando seu lugar na frente da banda, sem Daniel saber pois o mesmo está em uma viagem de negócios. O sucesso que ela faz é gigante e todos querem que ela continue na banda. 

Do outro lado da situação Daniel fica sabendo do ocorrido e verifica que uma nova cantora entrou no lugar da banda e os elogios para a mesma são ótimos. E Daniel quando vê um vídeo da cantora misteriosa acaba hipnotizado pela mesma.

Ao chegar no local, porém ele se depara com sua irmãzinha adotiva em cima do palco como uma verdadeira femme fatale, e agora ele terá que lidar com o sucesso que Julie esta fazendo e seus ciúmes descontrolado sobre ela, e o amor que começa a surgir no seu coração.

MINHA OPINIÃO

Louca por você é um livro fofo, cheio de romance, algumas cenas engraçadas e algumas cenas hots. O livro foi bem desenvolvido com uma leitura dinâmica e fluída e que consegue ser lido em poucas horas, e que acabou me deixando suspirando.

A história apesar de clichê é muito fofa e não conseguimos deixar de torcer para Julie conseguir alcançar seus sonhos, ainda mais quando descobrimos que ela tem talento para isso. Gostei muito do ambiente criado pelo After Dark, realmente me senti dentro do bar, acredito que a autora acertou em cheio na ambientação. Algumas cenas de romance descritas foram muito fofas citarei uma em que eles estão em um parque de diversão em uma roda gigante, lindo e romântico. Adorei o best friend gay também, achei ele tudo de bom.

Sobre a capa e diagramação gostei muito, realmente são lindas e tem muito a ver com a história, apesar de não gostar muito de rostos na capa, pois eles acabam nos tirando a chance de imaginar o personagem, acredito que dessa vez eles não atrapalharam e ficaram muito bonitos como um todo. Sobre erros de digitação e de português encontrei alguns durante a leitura, mas nada tão gritante ou que prejudica a leitura.

Sobre os personagens Julie me incomodou um pouco. Ela é uma mulher madura de 28 anos é muitas de suas atitudes me pareceran infantilizadas demais, muitas vezes ela parecia uma adolescente de 14 anos, tanto por suas atitudes como por suas roupas e falta de confiança, isso realmente me irritou. Porém, mais para o final do livro ela se redimiu tomando algumas atitudes, o que por um ponto nos mostra a evolução do personagem. Daniel não ganhou minha afeição. Achei ele muito ciumento, possessivo e imaturo. Sempre fazendo burradas e sempre correndo atrás para consertar, o que também não me agradou pois Julie sempre perdoava tudo que ele fazia de uma maneira simples demais e algumas coisas não são assim tão simples de se esquecer. 

Sobre o amigo da Julie agora, o George se não me engano esse sim me agradou, ele realmente é muito fofo, consegui visualizar ele como uma pessoa que eu poderia conhecer e ele tem umas "tiradas" muito legais. Agora quanto a irmã do Daniel que esqueci o nome agora (sou péssima para isso), acredito que ela poderia ter sido mais desenvolvida, pois parece que ela tem um segredinho, porém não ficou nada claro.

Concluindo é um livro divertido e leve que me trouxe algumas boas horas de leitura. Recomendo para todos que gostam de romances que deixem a gente com um sentimento gostoso.

SOBRE A AUTORA
A.C. Meyer é carioca, tem 33 anos e é completamente apaixonada por livros.
Não satisfeita em ler, sua mente inquieta resolveu escrever seus próprios finais felizes.
Quando se desgruda dos livros e da internet, A. C., se diverte dando gargalhadas com sua mãe, batendo papo na companhia dos amigos e assistindo a comédias românticas ao lado do seu próprio príncipe.
Suas inspirações literárias são as autoras Emma Chase, Sophie Kinsella e Kristen Proby, ícones da literatura romântica mundial.Louca Por Você é seu romance de estreia, e faz parte da série After Dark.