segunda-feira, 18 de março de 2019

Um Doce de Confeiteiro da Janaina Rico

Editora: Rico
Páginas: 292
Gênero: Hot
Classificação
Onde comprar:

Uma jornalista obstinada, em busca de novos horizontes na carreira. Um confeiteiro premiado, que prefere a reclusão de sua cozinha.

Renata acreditava que aquele seria seu último dia de trabalho na redação atual e então ela poderia seguir para o emprego dos sonhos, em Londres. Bastava entrevistar o confeiteiro Braga, recém ganhador da premiação "Melhor Cupcake das Américas". Um profissional que zelava pela discrição e que nunca havia exibido seu semblante na mídia.

A caminho do Braga’s Cake Design uma batida de carro a faz conhecer um bonitão, que a atrai imediatamente, mesmo que ele tenha machucado o seu possante.

Ao chegar no local da entrevista, ela descobre que o confeiteiro e o moço bonito são a mesma pessoa e, em meio a tantas guloseimas, a atração entre eles se torna ainda mais irresistível. Só que a jornalista está de partida para a Inglaterra e agora precisa tomar uma decisão. O que vale mais? O emprego de ouro ou uma paixão avassalora?

Com muito açúcar, chocolate e merengue, este romance é uma receita de sensações intensas e avassaladoras, ingredientes que irão lhe deixar com água na boca e com vontade de experimentar o gosto de se apaixonar por um confeiteiro.

Bom dia leitores,

Continuando a Maratona Nacional da Bienal hoje trago resenha do livro Um Sonho de Confeiteiro da autora Janaina Rico. Desde que vi a capa desse livro fiquei muito curiosa para conhecer a história. Infelizmente me decepcionei horrores e vou contar por que.

Em Um Sonho de Confeiteiro, encontramos Renata que possui um passado sexual traumático e que decidiu que não iria entregar seu coração a mais ninguém. Essa certeza vai embora quando na sua última semana de serviço vai fazer um entrevista em uma das confeitarias de sucesso do país e acaba conhecendo o confeiteiro gato. A garota estava com um pé fora do país, porém depois desse dia ela vai repensar o que quer da vida.


Decepcionante
É muito ruim fazer uma resenha negativa ainda mais sendo de um livro nacional e de alguém como a Janaina que admiro muito, porém essa história não funciona para mim de diversas formas.

O começo do livro é bem embasado, temos Renata na faculdade e Janaina descreveu seu trauma do passado muito bem, me fazendo criar empatia pela personagem, porém tudo desanda quando ela conhece o tal confeiteiro.

Para mim foi tudo muito rápido. Faltou história, envolvimento, reviravoltas. Os personagens foram rasos e não consegui me envolver a ponto de lembrar o nome do tal confeiteiro quem dirá suspirar por ele. Alguém com o trauma de Renata não mudaria de ideia tão rapidamente.

A coisa piora ainda mais quando no restante do livro temos apenas cenas de sexo, sem um fundo emocional. O dilema da protagonista entre ir embora e ficar, para mim foi maçante, além de tornar ela uma chata.

O título do livro chama atenção assim como a capa, porém a história em si deixou muito a desejar. Em algumas partes, inclusive achei forçado demais as cenas de sexo e fiquei meio enojada com algumas descrições.

Concluindo, tinha muita expectativa em cima desse livro, mas não funcionou para mim . Quem sabe para alguém que vá sem tantas expectativas e que seja fã de hot vai ser diferente.

SOBRE A AUTORA
Janaina Rico ganhou os prêmios "Identidade literária" e "Codex de Ouro". Criou a campanha Eu leio Brasil. É autora dos romances: 
- "Ser Clara";
- "Apimentando";
- "Cartas para um pai".







E você já leu essa história?

segunda-feira, 11 de março de 2019

Eu Nunca da Josy Stoque e Mila Wander

Editora: Pandorga
Ano: 2017
Páginas: 368 páginas
Gênero: Hot
Classificação: 
Onde comprar:

O que você faria se dividisse um prêmio de trezentos milhões de reais com um desconhecido?
Pauline de Freitas Dias, uma mulher bem-resolvida que ama viver a liberdade plena, sabe exatamente o que fazer! Ela já tinha em mente o itinerário da viagem mais incrível de sua vida antes mesmo de apostar. Sua empolgação ao falar dos destinos mais inusitados da lista contagia o tímido Joseph Ayres, com quem literalmente esbarra na fila da lotérica. Ele é convencido a jogar pela tagarelice sem fim da doidinha, mesmo que relute devido aos seus princípios rígidos. O destino faz com que marquem os mesmos números e ganhem uma bolada inédita! Animada com a sorte dupla, Pauline convida Joseph para acompanhá-la em uma aventura pelos lugares mais exóticos do país. De cara, percebem o quanto são diferentes: ela é uma paulistana completamente liberal e ele é um mineirinho virgem que acabou de ser enxotado pela noiva. Disposta a fazer Joseph se permitir de verdade, Pauline estipula três regrinhas antes de iniciarem a viagem: 1) nada de usar o celular, 2) experimentar tudo o que puderem e 3) não se apaixonar. Ambos têm muito dinheiro para gastar e nada a perder, mas não podem prever que essa experiência única se tornará a mais louca de suas vidas, principalmente quando começam a quebrar as regras, uma por uma.

Conheça: www.josystoque.com.br | www.milawander.com  


Bom dia leitores,

Continuando a Maratona Nacional de livros na Bienal venho trazer hoje minhas impressões sobre o livro "Eu Nunca" das autora Josy Stoque e Mila Wander. Eu queria esse livro já fazia algum tempo, desde que a Josy e a Mila colocaram a sinopse nas redes sociais, porque achei interessante a premissa da história. Eu gostei muito e vou contar para vocês porque.

Em "Eu Nunca" acompanhamos a história de Pauline e Joseph, dois brasileiros comuns, com planos comuns que acabam de ganhar na loteria. Juntos!!! 

O que você faria se ganhasse um prêmio milionário com um completo estranho?

Pauline é uma mulher decidida e já tem todos planos traçados, levando uma vida livre de preconceitos. Ela é um espírito livre no mundo, bem diferente de Joseph que nunca saiu da cidadezinha natal e que sonha em casar com sua noiva e perder sua virgindade com ela. 

Duas pessoas tão diferentes e um prêmio em comum, o que vos aguarda é uma história cheia de expectativas, altos e baixos e lições que deixarão você pensando na vida por algum tempo.

Inovador. 
A história que a Josy e a Mila criaram me surpreendeu muito.

Para começar temos duas autoras, dois personagens, dois pontos de vista, ou seja cada capítulo desse livro é narrado por um deles e achei isso essencial para vivenciarmos situações distintas e nos conectarmos aos personagens.

Outro ponto positivo é que temos aqui uma mocinha para frente sem nenhum pudor e pronta para conhecer o mundo de todas as formas, e do outro lado o rapaz que é inibido, tímido e conhece pouco da vida, isso foi interessante porque não lembro de muitas histórias assim, porém deixo uma ressalva: não consegui imaginar um homem do século XXI com 27 anos e virgem, para mim pareceu um pouco longe da realidade. 

Infelizmente algumas cenas de sexo foram repetitivas e descritivas demais, e eu sou uma pessoa que não gosta tanto disso em livros. 

Sobre o título acho que encaixou perfeitamente tanto para Pauline quanto para Joseph, porque os dois tem coisas que nunca fizeram ou deixaram acontecer, além de uma parte do livro que explica o jogo do "Eu nunca". Achei a capa linda, com certeza representou o casal da história.

Os personagens foram o ponto master do livro, com suas personalidades e crenças que vamos vendo se desenrolar e aprendemos valiosos lições com cada um.  Além disso, ao longo do livro acabamos conhecendo vários lugares do Brasil e eu simplesmente amo conhecer novos locais através de livros. 

Concluindo, é um ótimo livro para quem gosta de livros hot, uma boa história com personagens marcantes. Quero ver o que teremos na sequencia que será lançada esse ano 2019 e se chama "Eu Sempre".

E vocês conhecem a história?

segunda-feira, 4 de março de 2019

Despedida de Solteira da Mila Wander

Editora: Qualis
Páginas: 200
Ano: 2016
Gênero: Hot
Classificação
Onde comprar:

Amande estava com todos os preparativos para o seu casamento prontos, desde a lista de convidados até o vestido! A cerimônia fora minuciosamente pensada, e a noiva estava com tudo sob controle. Ou melhor, quase tudo…

Sequer havia cogitado uma despedida de solteira! Mas, guiada pelas suas amigas – e madrinhas -, Amande descobrirá que nem tudo acontece como o planejado.


Bom dia leitores,

Hoje para Maratona Nacional da Bienal trago para vocês a resenha do livro "Despedida de Solteira" da Mila Wander. Já fazia algum tempo que eu estava de olho nesse livro e quando vi que a Mila estaria pela Bienal de SP de 2018, com o último da trilogia corri adquirir meus exemplares. SIM, eu comprei os três e não me arrependo, pois gostei muito da história.

Em Despedida de Solteira vamos conhecer Amande e Caleb. Amande está prestes a se casar, mas ela não tem muitos planos para sua despedida, sendo uma mulher tradicional e totalmente perfeccionista, ela está focando todas suas energias no seu casamento, mas suas amigas não pensam da mesma maneira e ela acaba sendo levada para um final de semana de muitas loucuras que vai abalar sua estrutura e tudo que ela imagina ser certo.



Cativante e encantador. 

Essa história conseguiu me surpreender positivamente. Depois de ler um livro hot que me desagradou horrores, confesso que estava com o pé atrás, mas fiquei muito satisfeita com a história que Mila criou. A autora tem uma escrita extremamente agradável que me fez simpatizar com os personagens e torcer para que tudo desse certo ao final. 

Sendo um livro hot, ele tem sim cenas de sexo, porém elas foram "necessárias" e descritas de uma maneira muito sutil e sem muitos palavrões o que me deixou muito satisfeita. 

Em um final de semana muito louco conseguimos nos entregar as emoções de Amande e entender o porque de tudo estar acontecendo de determinada forma.

Os títulos dos capítulos são muito legais, cada um condiz o que vai acontecer e ficava imaginando coisas sempre que lia eles. 

O título do livro encaixou perfeitamente com o enredo e a capa desse livro e maravilhosa e representa bem a história, inclusive uma cena dela.

Além das cenas de sexo, temos os dilemas dos personagens e até alguns dilemas sociais. Preconceitos que carregamos e ficamos nos perguntando se estamos corretos, ponto a favor da autora.

Os personagens são bem construídos. Amande tem uma evolução muito legal ao passar do livro que me agradou e Caleb bem eu queria um livro só dele (e adivinha tem? E o segundo livro da série!), então com certeza vou vir contar mais para vocês depois de ler, pois sinto que esse personagem tem muito a contar.

Concluindo, Despedida de Solteira é um livro muito interessante que vai agradar as fãs de hot com uma história bem embasada e personagens cheios de sintonia. Recomendo!

SOBRE A AUTORA
Mila Wander nasceu em 1988 no Recife. Formada em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco, é professora do Ensino Fundamental. Apaixonada por literatura, ela começou a escrever por hobby. Empolgou-se com o ofício após a publicação de seu primeiro livro Meu conselheiro de luz, em 2012, e, principalmente, por causa do sucesso proporcionado pelas ferramentas virtuais de autopublicação. Em 2014, seu romance erótico O Safado do 105, lançado pela Editora Planeta, teve mais de 4 milhões de leituras na plataforma digital Wattpad, um feito para uma autora nacional. Além desses dois livros, ela também é autora de Dominados e da trilogia Despedida de Solteira.


E vocês já conhecem a autora?
Já leram essa história?