quinta-feira, 16 de novembro de 2017

CineKriativa: A Morte Te Dá Parabéns

Título Original: Happy Death Day
Distribuidor UNIVERSAL PICTURES
Ano: 2017
Duração: 94 min.
Gênero(s): Terror Suspense
Direção: Christopher B. Landon
Elenco: Jessica Rothe , Israel Broussard , Ruby Modine , Rachel Black , Charles Aitken
Nota: 

Tree (Jessica Rothe) é uma jovem estudante que trata mal os meninos, desdenha das amigas e não parece estar muito disposta a atender as ligações do pai no dia do aniversário dela. No fim do mesmo dia, no entanto, ela é brutalmente assassinada por um mascarado. Acontece que ela "sobrevive", ou melhor, acorda no mesmo e fatídico dia, numa espécie de looping macabro, que termina sempre com a morte da garota. Repetir, seguidamente, o mesmo dia, por outro lado, dá a Tree a chance de investigar quem a está querendo morta e o porquê.



Bom Dia Pessoal,

Quando vimos o trailer desse filme no cinema ele nos chamou atenção principalmente porque gostamos dessa premissa de "loops no tempo", a música também era interessante e a premissa da história parecia intrigar. Pois, fomos ao cinema assistir e infelizmente o filme não agradou tanto assim. Ele é legal? Sim. Mas, talvez não para ir até o cinema.

Em "A morte te dá parabéns" acompanhamos o dia do aniversário de Tree, uma universitária egocêntrica. Durante o dia vamos percebendo suas manias de tratar as pessoas, não dando bola para os sentimentos alheios, saindo com seu professor de faculdade, não atendendo a ligação do seu pai. O que acontece é que nessa mesma noite Tree é assassinada por uma pessoa mascarada (e que máscara mais idiota).

Ela deveria estar morta certo?
Errado!!!
Até rolou um meio medinho.
Tree acorda é percebe que está vivendo exatamente o mesmo dia, até ser assassinada novamente. O bom de se viver tantas vezes e que bem ela poderia descobrir o seu possível assassino e quem sabe assim parar esse loop macabro que entrou.

Romance fofo? Sqn!


Eu realmente esperava um pouco mais desse filme. Temos todos os fatores que existem em termos de filme com looping, existe o dia que ela sai e não acredita que está vivendo tudo novamente, o dia em que ela toca o "foda-se" e sai pelada, o dia em que ela está triste e desanimada e ai vai. Até ai tudo bem.

O que me desagradou foi que a personagem não evolui com isso, ela continua sendo egoísta e suas atitudes são vazias. Algumas poucas coisas ela consegue alterar mas realmente não é nenhum terço do que poderia. Além disso, os personagens secundários também foram vazios (como se estivesse assistindo uma novelinha mediana), não me passaram emoção e sinceramente eu só continuei assistindo, pois queria saber até onde ela aguentaria (sem falar do fato que já tínhamos pago o ingresso).

Feliz Aniversário
Além disso, o suspense durante todo o filme não é tão suspense assim, na metade do filme já prevíamos quem era o verdadeiro assassino, foi algo meio óbvio demais e acho que isso foi erro do roteiro mesmo.

As cenas das mortes no começo são meio perturbadoras, mas com o passar você só está esperando para ver qual será o jeito novamente. Uma coisa que eu acho que eles deveriam ter explorado mais e que ela volta com as sequelas do que sofreu, porém depois que tudo passou ela ficou bem? (meu excelentíssimo marido tentou argumentar que o corpo se recupera com o tempo, mas acho difícil se recuperar de tantas mortes que nem ela sofreu).

Enfim, é um filme OK. Acho que colocaria ele no mesmo patamar dos "Pânicos" (na minha opinião), para mim não acrescentou muita coisa, mas quem sabe você pode gostar.

TRAILER:


Raquel Machado

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Meu Romeu de Leisa Rayven

Editora: Globo Editora
Série: Starcrossed # 1
Páginas: 407
Ano: 2015
Gênero: Romance Hot
Classificação
Onde comprar:

Cassie está prestes a realizar o grande sonho: estrelar um espetáculo na Broadway. O que ela não esperava era ter que enfrentar o reencontro com o ex-namorado, que será novamente protagonista ao seu lado, em uma peça cheia de romance e cenas quentes. Trabalhar com Ethan traz o passado à tona, e lembra a Cassie que o que existe entre eles vai muito além de simples química.



Bom dia leitores,

Há alguns meses descobri essa autora em blogs literários e fiquei curiosa sobre sua escrita, pois ela é um dos nomes do Romance no momento. Fiquei sabendo que ela veio para o Brasil, porém não consegui vê-la porque moro longe. Consegui o livro Meu Romeu e decide lê-lo logo e posso dizer que não me arrependi não.

Meu Romeu conta a história de dois aspirantes a atuação Ethan Holt e Cassie Taylor. O livro começa no tempo atual. Cassie está prestes a realizar seu sonho, estrelar um espetáculo na Brodway, tudo seria perfeito se seu par romântico não fosse seu ex-namorado Ethan que destruiu sua vida amorosa quebrando seu coração em milhões de pedacinhos

Será que ela terá sangue frio suficiente para encará-lo? 

- Vocês andaram bebendo e você deixou ele entrar?! Pelo amor de Krishna! 
É uma maravilha que não te encontrei dançando no colo dele! 
Sabe que se você fica a sete metros de um cara atraente quando está bêbada e provável que tire a roupa e monte nele num tempo recorde! 
Quanto mais em seu belo ex, que nunca esqueceu completamente.
página 228

Ao encontrar Ethan, ela começa a lembrar das histórias dos dois e somos levados ao passado e ao início dessa história. Cassie e Ethan tem seu primeiro encontro em um teste de cena, para ganhar a vaga em uma renomeada faculdade de teatro. Os dois tem uma explosão química instantânea.

Respiro fundo antes de levantar o olhar. Sua expressão está menos desesperada agora, e parece que eu o estou vendo...realmente enxergando...pela primeira vez. Sinto a energia. 
É como uma onda de calor ao redor dele. Ficamos lá por alguns segundos, apenas respirando,e, conforme trocamos olhares, o ar entre nós se solidifica. 
Conectando-nos com duas partes de uma mesma pessoa.
pagina 31

Porém, Ethan não é o mocinho certo para se apaixonar. Fechado e com um passado cheio de feridas, ele não deixará Cassie se aproximar tão facilmente, então vocês já devem imaginar que isso dá muito pano para manga.

MINHAS IMPRESSÕES
Viciante
Acho que é a melhor palavra para descrever essa história, pois eu simplesmente não conseguia parar de ler, tinha que saber sobre o acontecimento seguinte. É aquele tipo de livro que deixa a gente acordada até altas horas da noite e só conseguimos parar quando os olhos começam a pesar.

Como comentei anteriormente, a história é divida entre passado e presente, e quem narra é a Cassie, então temos a história vista em primeira pessoa. A capa desse livro é muito instigante e é perfeita pois traduz bem a relação desses dois. Já a tradução do título deixou um pouquinho a desejar, pois a versão original é "Bad Romeo", o que seria como  "Romeu Malvado", porém por ser um livro de romance acho que esse título não chamaria tanta atenção como "Meu Romeu" chama, certo? Esse tem um apelo romântico maior.

Um dos principais pontos que me fez querer ler esse livro é sobre a ambientação da história. Pois, se passa dentro de um teatro. Para quem não sabe, eu entrei no teatro com 6 anos e fiz várias peças, então para mim foi um deleite ver sobre as encenações, palco e bastidores como se eu estivesse visitando esse mundo mágico que me fascina novamente. A peça chave não poderia ser outra que Romeu e Julieta, uma das peças mais conhecidas na atualidade e que eu particularmente adoro.

- Se ele achava que amava Rosalina e ela acabou com ele,por que ele não morreria de medo da Julieta, considerando que a conexão com ela é cem vezes mais forte?
Eu levanto as sobrancelhas.
- Talvez ele seja corajoso o suficiente para pensar que ela vale o risco.
- É, e talvez ele esteja apenas com tesão e seja idiota.
página 77

O que achei interessante nesse livro é que apesar de não termos tantas cenas hots, temos vários palavrões. Em alguns momentos eu pensei que tinha sido escrito por um homem pela qualidade de xingamentos e vocabulário, como por exemplo "punhetinha". Eu particularmente não gosto desse tipo de narrativa, então essa parte não me agradou muito. Outro fator que me incomodou foram as atitudes da protagonista em relação ao sexo, ela é virgem e parecia que estava sempre no cio. Eu posso estar um pouco ultrapassada na maneira de pensar, mas achei isso forçado. Porém apesar desses fatores, acabei dando quatro estrelas para o livro, porque não consegui largar o livro, a autora realmente conseguiu prender minha atenção, eu queria saber o que tinha acontecido com Cassie para estar tão devastada e se a relação desses dois ia realmente pegar fogo ou se seria jogado um balde de água fria.

Talvez Holt me deixe tocar o dele. Aposto que ele tem um belo pênis. 
Aposto que é glorioso, como seu rosto ridiculamente perfeito, como os lindos olhos, o corpo musculoso. Aposto que se ele colocar seu pênis em uma competição vai ganhar 
"Melhor Exibição", e ia poder andar com uma fita azul gigante cobrindo o volume do seu jeans.

Sobre os personagens, a Cassie jovem me irritou profundamente, sua falta de opinião própria e a maneira dela se jogar para cima de Ethan não me agradaram, porém a Cassie adulta ganhou um pouco da minha simpatia, pelo menos ao que diz respeito a defender seu ponto de vista. Com Ethan aconteceu a mesma coisa, fiquei indignada suas atitudes infantis e imaturas do passado, porém o cara que voltou parece ser diferente e fiquei curiosa para saber se ele realmente mudou.

Não há nada para falar. 
Você é você, e eu sou eu. 
E você estava certo quando disse que não deveríamos começar uma história. 
página 305

Esse livro faz parte de uma Duologia! E eu sou uma idiota, sabe porque? Estava super empolgada lendo querendo entender a história, o passado, e tudo que aconteceu entre os dois, quando cheguei ao final do livro e fiquei viajando, por que algumas coisas não foram explicadas. Fiquei imaginando se eu tinha entendido errado e fui procurar na internet, então descobri que existem dois livros. Então, TODA a história será contada nesses dois livros.
  

Concluindo, Meu Romeu é um livro hot cheio de pegada, com uma escrita dinâmica e envolvente que vai agradar os fãs do gênero. Agora preciso do segundo volume para saciar minha curiosidade e ver se o romance realmente terá futuro.

Sou eu esperando coisas de você que não deveria! 
Eu querendo romance,namoro, intimidade, que vem de mais do que amasso e orgasmos. 
Eu querendo contar aos nossos amigos que você é o cara misterioso com quem estou saindo, que me excita só com um um olhar ou toque, é você. 
E principalmente, sou eu puta comigo mesma por me apaixonar por um cara que me disse descaradamente para não me apaixonar por ele. 
página 306

SOBRE A AUTORA
Quando Leisa Raven começou a escola de teatro escreveu suas primeiras peças. Leisa se dedicou à dramaturgia e teve várias peças de sua autoria produzidas na Austrália. O romance tomou o lugar do teatro quando Leisa começou a escrever fan fiction e conquistar leitores na internet. O sucesso online a inspirou a escrever seu primeiro romance, Meu Romeu e sua continuação Minha Julieta. Leisa vive atualmente na Austrália com o marido, dois filhos, três gatos e um canguru chamado Howard.






E vocês já leram?
Gostariam de ler?
Deixem seus comentários.

Raquel Machado

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Cinekriativa: Depois daquela montanha

Título original: The Mountain Between Us
Gênero(s): Drama Romance Aventura
Duração: 112 min
Ano: 2017
Diretor: Hany Abu Assad
Elenco: Idris Elba Kate Winslet Dermot Mulroney Beau Bridges Lucia Walters 
Classificação

Alex (Kate Winslet), uma jornalista que está indo preparar seu casamento, e Ben (Idris Elba), um doutor voltando de uma conferência médica, iriam pegar o mesmo avião, mas o voo é cancelado e os dois estranhos decidem fretar um jatinho. Durante a viagem o piloto sofre um ataque cardíaco e o avião cai em uma região montanhosa coberta por neve. Um romance começa a ganhar força enquanto eles tentam sobreviver, feridos e perdidos.



Bom Dia Leitores,

Hoje venho trazer a resenha de um filme que vimos esse mês no cinema e que nos chamou atenção por suas belíssimas paisagens e história intrigante. Hoje queremos compartilhar nossas opiniões sobre o filme Depois daquela montanha com Idris ELba e Kate Winslet.



No filme conhecemos dois personagens que acabam se juntando por força do destino. O que acontece é que todos os voos são suspensos pelo alerta de uma tempestade, porém Alex precisa chegar para seu casamento e Ben precisa estar presente para uma cirurgiã médica, então os dois acabam por fretar um  jato particular para levá-los ao seu destino. O que acontece é que o azar os segue, e muito azar, a tempestade realmente está para acontecer e tudo piora quando o piloto sofre um terrível derrame os fazendo aterrizar no meio das montanhas gélidas e longe de toda civilização.

Ben consegue sair quase ileso, apenas com algumas fraturas nas costelas, porém Alex machuca gravemente sua perna. Os dois personagens são muito diferentes, enquanto Ben insiste para eles esperarem um possível resgate, Alex quer encontrar o caminho de volta para casa. Sozinhos e machucados os dois terão que aprender a unir seus diferentes pensamentos em busca da sobrevivência antes que seja tarde demais.


Depois daquela montanha, não foi uma total decepção,mas também passou longe de ser um filme altamente recomendado por nós. A história segue um clichê de filmes de desastres, onde as pessoas devem lutar para sobreviver. Esse não foi o ponto que nos desagradou, mas sim o rumo que as coisas tomaram. Esperávamos um filme cheio de tensão e suspense onde sobreviver é o mais importante, ao contrário disso somos jogados em um romance bem "fraquinho. Acredito que as pessoas sendo colocadas em situações como essa, podem sim se sentir carentes, porém não sei se pelo fato da atuação não convencer ou de faltar enredo o romance ficou muito a desejar.

Pontos positivos, gostei muito da fotografia do filme. Os lugares são realmente lindos e apaixonantes, aqueles de deixar-nos sem ar. O fato dos dois personagens terem pontos de vista diferentes também me agradou. Enquanto Ben priva por segurança, Alex é corajosa e o faz ir para frente. Acho que a união desses dois fatores foi relevante para a trama prender a atenção.


Sobre a atuação, gosto muito da Kate, porém como comentei acho que nesse filme faltou um pouco de "realidade", nas suas ações, por vezes ela meio que se contradizia em vários assuntos, principalmente os relacionados ao coração. Já Idris se saiu melhor, seu passado e maneira dele agir me convenceram e fiquei torcendo por ele. Não posso deixar de citar o cãozinho que acompanha eles em toda jornada que ganhou meu afeto. 


Concluindo é um bom filme, com uma história mediana, lindas paisagens e que traz mais uma história de superação e sobrevivência em situações extremas.

CURIOSIDADES
1. Margot Robbie, Charlie Hunnam e Michael Fassbender foram cotados para os papéis principais.

2. O filme foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2017.

3. Participante do Festival do Rio na mostra Panorama do Cinema Mundial.

TRAILER:

E vocês já assistiram?
Querem ver?
Deixem seus comentários.

Raquel Machado