sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Especial de Halloween: Livros ou Travessuras?

Bom Dia leitores,

Então fiquei pensando em uma maneira de trazer o Halloween aqui para o Leitura, porque simplesmente amo essa data. Acho que fui uma bruxa em outra vida, sério!!!

Mas como estou totalmente sem tempo, com leituras, livro e apresentações acabei sem tempo de me dedicar a pensar em algo especial e como já chegou dia 31 (sério já acabou o mês?) acabei decidindo "roubar" uma ideia que vi por ai.

A ideia é do Projeto chamado Blogagem Literária Coletiva, criado pelos blogs:

Apesar de roubada eu dou os créditos direitinho viu (rsrs). E nesse mês eles criaram uma TAG super bacana sobre o Halloween chamada "Livros ou Travessuras?" Que decide responder, vou deixar minhas respostas.

1°. Livro Drácula: Os vampiros são caracterizados por sugar o sangue alheio, cite aquele livro que sugou todas as suas forças, deixando você sem ar.

Com certeza Jogos Vorazes, lembro que quando comecei a ler esse livro já esperava por uma boa leitura, porém ela foi muito além das minhas expectativas. Fiquei fascinada com a história que Suzanne criou, tanto que comprei toda coleção e já li ela. Aliás estou ansiosa pelo filme que sai mês que vem...rsrs

2°. Livro Fantasma: É de consenso geral que os fantasmas existem nas histórias de terror para assustar e assombrar a todos. Comente sobre aquele livro que te assombrou durante muito tempo.

Tem um livro que até hoje ao lembrar sinto arrepios: A Hora das Bruxas da Anne Rice. Esse livro minha prima me emprestou, e por falar de bruxa, óbvio que eu estava mega curiosa para ler, o meu problema com esse livro bem foi o final. Talvez por eu estar voltando da faculdade sozinha as 23:30hs da noite, em um onibus vazio, aquelas cenas finais me aterrorizaram.

3°. Livro Lobisomem: Tal qual a licantropia que passa de mordida por mordida, cite um livro que você gostou tanto que indicou a várias pessoas.

Nossa essa é difícil, pois tenho alguns livros que já sai recomendado para todo mundo. Entre eles: Jogos Vorazes (que já emprestei para umas 5 pessoas lerem), Fazendo meu Filme (um nacional super fofo e meu queridinho), A seleção (um romance com distopia de fundo que ganhou meu coração).



4°. Livro Bruxa: Bruxas são famosas por jogarem feitiços e maldições nas pessoas. Portanto, conte-nos qual livro que te enfeitiçou, pode ser tanto de forma positiva quanto negativa.

Crepúsculo, com certeza. Quando fiquei sabendo dessa história há alguns anos, juro que não dava nada por ela, porém um belo dia meu cunhado estava assistindo e paramos para ver, e simplesmente fiquei encantada. Decidi que queria comprar os livros que já li (mais de uma vez) e queria ver os filmes (sim sou fã dessa série).

5°. Livro Frankenstein: Infelizmente, o Frankenstein é aquele personagem o qual as pessoas julgam pela sua aparência aterrorizadora. Em sua homenagem, comente aquele livro que a princípio você julgou mal pela capa, mas ao ler você acabou gostando da história.

Marcada da PC CAST, nem foi tanto pela capa, mas sim pelo fato de estar cansada de histórias de vampiros, estava meio saturada na época. Porém quando li ele, acabei mordendo a língua, pois amei.

6°. Livro Zombie: O Zombie é aquele personagem clássico que não dorme. Qual foi o livro que te fez ficar acordado a noite toda sem conseguir parar de ler?

Nossa esses são vários, vou citar o último que me deixou acordada até tarde: Perdendo-me. Que acabei de ler essa semana, um livro ótimo que não consegui desgrudar até chegar a última página.




7°. Livro Gato Preto: Essa é aquela lenda que você não sabe se acredita ou não e acaba ficando confuso. Sendo assim, fale daquele livro que te deixou confuso, sem saber muito bem como reagir a ele.

A Culpa é das estrelas, vi tantos blogs falando desse livro que fiquei com o pé atrás com o que iria achar, tanto que demorei um bom tempo para ler ele, pois estava com medo de me decepcionar, ainda bem que isso não aconteceu. Simplesmente amei a história.

8°.  Livro Fogueira: A fogueira foi a causa das mortes injustas de muitas “bruxas”, assim como um símbolo presente em várias narrativas de horror. Conte sobre aquele livro que acendeu uma chama interior e te deixou pegando fogo de tanta raiva.

Correr ou morrer, não vou dizer que o sentimento que senti foi raiva, mas sim algo mais forte como uma fogueira mesmo, o livro é adrenalina pura, ação do início ao fim. E quando você acha que chegou ao final percebe que esta somente na ponta do iceberg.


9°.  Livro Cavaleiro Sem Cabeça: Diz a lenda que o Cavaleiro que assombrava Sleepy Hollow perdeu a cabeça durante a Guerra da Independência dos EUA. Porém aqui o que faz perder qualquer parte do corpo são os livros, por isso, conte-nos sobre aquele livro que te fez perder a cabeça, ou seja, a compostura.

Simplesmente Ana, foi um livro que me marcou muito. Me encantei com a história da Marina, fiquei maravilhada por dias sonhando acordada com as cenas do livro dela.


10°. Livro Cemitério: O cemitério é um cenário clássico do Halloween e das narrativas de terror, ele é considerado um lugar terrivelmente calmo e silencioso, reservado para o sepultamento dos mortos. Para caracterizar o cemitério, cite aquele livro que você enterrou na sua estante, não terminou de ler ou nem mesmo começou, seja por ter esquecido ou por ter desanimado com a história.

Marley e eu, não pelo livro em si, mas pela situação, comprei esse livro há mais de 5 anos porém ele chegou todo molhado e cheio de manchas, fiquei muito triste e até hoje não tive animo de pegar ele.

Então gostaram das respostas???
Se quiserem brincar também podem deixar a de vocês nos comentário, vou ler e retribuir com certeza.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Parceria União dos Autores

Oi Leitores,
Hoje trago uma notícia maravilhosa para todos. Estou mega feliz de participar de um projeto muito lega chamado "União dos Autores".

União dos Autores é um grupo formado por 24 autores, de diversos gêneros e estilos literários, que procuram divulgar e incentivar a literatura nacional. Para isso é realizada uma parceria com blogs que farão postagens mensais sobre os autores desse grupo e participarão de sorteios dos livros.



Estou mega feliz por fazer parte desse projeto, acho que será muito especial pois iremos conhecer muitos talentos, trocar várias ideias e ainda ganhar prêmios.

Para saber mais sobre o projeto você pode visitar a página no facebook:

https://www.facebook.com/pages/Uni%C3%A3o-dos-Autores/746023408750888
Estou participando desse projeto como blogueira para ajudar na divulgação dos nossos talentos nacionais. E também como escritora com meu livro Vingança Mortal:


Gostou da ideia?
Ainda dá tempo de participar, basta falar com a Carolina do blog A Colecionadora de Histórias", que é a idealizadora do projeto, e aproveitar pois ainda temos vagas.

Parabéns Carolina, por esse projeto maravilhoso tenho certeza que será um sucesso!!!

Raquel Machado

terça-feira, 28 de outubro de 2014

A Luz Através da Janela de Lucinda Riley

ISBN: 9788581631141
Editora: Novo Conceito
Páginas: 544
Edição:
Ano: 2012
Assunto: Romance
Classificação:
Onde Comprar:

A Segunda Guerra Mundial deixou muitos destroços e segredos familiares principalmente na família de Emilie, os De La Martinières. Quando sua mãe faleceu, deixando o legado do château da família para ela, a única herdeira, Emilie fica devastada e quer vender tudo para que possa voltar à sua rotina comum de veterinária. Entretanto, Sebastian Carruthers aparece em sua vida para ajudá-la a cuidar de toda a documentação e a consola nos momentos mais difíceis. Emilie se apaixona pela sua gentileza e decide se casar com ele. Assim, ela se muda para a casa do marido, Blackmoor Hall, em Yorkshire. Contudo, a vida que ela, ingenuamente, pensa estar começando bem, trará a ela muitas surpresas e revelações do presente e do passado de toda uma geração.




O livro em uma frase:
Conhecer seu Passado é a Chave para Libertar seu Futuro

Hoje trago para vocês a resenha da minha excelentíssima mãe de mais um livro concedido em parceria com a editora Novo Conceito. Espero que gostem e não deixem de comentar.

O livro "A luz através da janela" tem como personagens principais, a jovem Emilie, que vive na França em 1990, e a jovem Constance que viveu em Londres em 1943, chegando em Paris no auge da segunda guerra mundial.

Quando Emilie perde sua mãe, se viu sozinha sem chão, pois era a única herdeira rica da aristocraca família De La Martinières. Ao conhecer Sebastian, apaixonou-se e casou-se  com ele, o mais breve possível, mas ao conhecer mais de perto seu marido ela acaba envolvida em um jogo mortal de mentiras e segredos. As duas famílias se cruzam quando ela descobre que Constance, avó de Sebastian teve uma grande influência sobre sua família no passado, e que seu marido Sebastian não era aquilo que aparentava ser.

Emilie sente-se perdida, porém acaba recebendo uma ajuda inesperada de seu cunhado Alex, um jovem preso a uma cadeia de rodas, que possui uma grande capacidade moral e intelectual. Ela então começa a desvendar toda a história de seus antepassados, e descobre que talvez ela não é a única herdeira de toda fortuna.

Um ótimo livro, onde a autora descreve o passado e o presente de uma maneira envolvente, onde o tempo transcende gerações e uma guerra entre famílias, uma guerra cheia de amargura e dor, onde ninguém sairá ganhando realmente.

SOBRE A AUTORA

Lucinda Riley nasceu na Irlanda e durante sua infância viajou por todo o Oriente. Assim que se mudou para Londres, começou carreira como atriz de cinema, teatro e televisão. Aos 24 anos, baseada em sua experiência com dramaturgia, escreveu seu primeiro livro. Sua paixão por História trouxe-lhe a inspiração para escrever romances que têm conquistado os primeiros lugares nas listas de leitura de todo o mundo. Vive entre os Estados Unidos e a França, com o marido e quatro filhos.

sábado, 25 de outubro de 2014

Caixinha de Outubro 2014

Oi Pessoal,
Hoje venho trazer mais uma caixinha de correio para vocês. Peço desculpas pela gravação, pois a câmera cortou um pouco, mas acho que vocês vão conseguir conferir tudo direitinho. Espero que gostem e não deixem de comentar.


Aquisições  de Outubro:
Para onde ela foi - Gayle Forman (Parceria Editora Novo Conceito)
Twittando o amor - Teresa Medeiros (Parceria Editora Novo Conceito)
O homem perfeito - Vanessa Bosso (Parceria Editora Novo Conceito)
Simplesmente Acontece - Cecelia Ahern (Parceria Editora Novo Conceito)
Teste - Joelle Charbonneau (Troquinha com Nay blog Resenhas Teen)
Música do Coração - Katie Ashley (Troquinha pelo Skoob)
Os Bridgertons - Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn (Compra Submarino)
Austenlândia - Shannon Hale (Presente Skoob)
Tunel do Tempo - Adriana Vargas (Ganhei Sorteio)



Espero que tenham gostado! Já leram algum? Querem ler? Comentem!
Raquel Machado

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Um Conto do Destino de Mark Helprin

ISBN: 9788581632520
Editora: Novo Conceito
Páginas: 720
Edição:
Ano: 2014

Classificação:
Onde Comprar:
 
Em uma noite especialmente fria, o exímio mecânico - e larápio - Peter Lake consegue invadir uma mansão do Upper West Side que mais parece uma fortaleza. Ele pensa que não há ninguém em casa, mas a filha do dono o surpreende em plena ação. Assim começa o romance entre o ladrão de meia-idade e Beverly Penn, uma jovem que tem pouco tempo de vida. O amor que os une é tão poderoso que levará Peter Lake, um homem simples e sem instrução, a desejar parar o tempo e trazer os mortos de volta.

Surpreendente e intenso, Um conto do destino nos transporta do século XIX ao final do século XX, na virada do milênio. Os personagens se encontram e se perdem ao sabor do destino, que insiste em brincar com aqueles que encontra pelo caminho.

Uma pintura mágica da beleza e do amor, sobre a morte que desafia e sobre a vida que se afirma sobre ela.




O livro em uma frase:
Entre o amor e o destino, entre a luz e a escuridão, milagres podem acontecer!

Hoje trago mais uma resenha realizada pela minha excelentíssima mamy em parceria com a editora Novo Conceito, do aclamado livro Um conto do destino.  Confiram e comentem.


No livro "Um conto do destino" o autor conta a história de Peter Lake, um personagem inusitado com características bem peculiares, onde o autor conseguiu usar Peter Lake em todo o decorrer da leitura.

Em uma noite o exímio larápio, resolve invadir uma mansão que é uma fortaleza, pois pensa que não há ninguém em casa, mas a filha do dono o surpreende em ação. Assim inicia-se o romance entre Peter Lake, o ladrão de meia idade, e Beverly Penn, a jovem com pouco tempo de vida.

O amor que une os dois é tão poderoso que levará Peter Lake, um homem simples e sem instrução, parar o tempo e trazer os mortos de volta a vida. Porém ele acaba se perdendo ao sabor do destino que insiste em brincar com aqueles que encontra pelo seu caminho. 

Afinal É possível amar alguém tão plenamente que a pessoa não pode morrer?

Um romance que traz a magia e beleza do amor, e a morte que desafia a vida e que se afirma sobre ela. Um livro de 719 páginas que li em uma semana, onde o autor em uma llinguagem peculiar e bem-humorada, leva o leitor a boas gargalhadas, durante toda leitura. Adorei. Super recomendo!

SOBRE O AUTOR
Mark Helprin, nasceu em 1947, não pertence a nenhuma escola, movimento ou tendência literária. Como a própria revista Time Magazine citou: "Ele faz seu próprio caminho." Ele possui três coletâneas de contos, seis romances publicados, e três livros infantis, e todos eles falam por si só, com sua escrita notável. Helprin tem formação acadêmica e pós graduado, prestou serviço militar, e possui décadas de jornalismo em seu currículo. Tem na política um grande envolvimento, pois acredita que a cidadania e uma obrigação, sempre tentando ajudar seu país.
Mais informações: http://markhelprin.com/

Um conto do Destino virou filme lançado em 2014 dirigido por Akiva Goldsman e estrelado por Colin Farrell e Jessica Brown Findlay. Veja o trailer abaixo:



terça-feira, 21 de outubro de 2014

Atraído de Emma Chase

ISBN: 9788579306907
Editora: Universo dos Livros
Edição:
Ano: 2014
Páginas: 272
Assunto: Romance
Classificação:
Onde Comprar:

Drew Evans venceu na vida. Charmoso e arrogante, ele fecha negócios milionários e seduz as mulheres mais lindas de Nova York apenas com seu sorriso. Seus amigos são leais e sua família o apoia.
Então porque ele está trancado em seu apartamento há sete dias, terrivelmente deprimido?
Ele dirá que está gripado, mas isso obviamente não é verdade.
Katherine Brooks é uma mulher linda, inteligente e ambiciosa, que não deixa nada nem ninguém distraí-la de sua busca pelo sucesso. Ela foi contratada pela empresa de investimentos do pai de Drew, o que vira a vida do rapaz de cabeça para baixo: a competição com ela o estressa, sua atração por ela o distrai e suas investidas fracassadas o frustram.
Logo quando Drew achava estar próximo de ter tudo aquilo que queria, seu excesso de confiança põe tudo a perder.
Será que ele conseguirá enfrentar os contratempos e vencer o verdadeiro desafio de sua vida: o amor?


O livro em uma Frase:
Um livro que tinha tudo para ser bom...

Hoje trago a resenha para vocês de um livro que me decepcionou bastante. Vi esse livro na livraria em uma das minhas andanças, e pela capa e sinopse decidi comprar o mesmo, pois me chamou atenção, infelizmente ele não me ganhou por alguns pontos que vou contar abaixo.

Atraído conta a história de Drew Evans, um playboy milionário que trabalha na empresa de seu pai e está acostumado a ter tudo que quer, tanto nos negócios como no prazer. Mas sua vida vira de pernas pro ar, em uma noite, quando ele conhece a sedutora Katherine Brooks que resiste a suas investidas, ele acaba indo para casa com outra garota, porém Katherine não sai de seu pensamento. No dia seguinte ele tem uma surpesa ao chegar na empresa e ver Katherine como sendo sua mais nova colega!

 Agora a garota não estaria apenas em seus pensamentos, mas na sala ao lado, e o pior de tudo concorrendo a ganhar os mesmos negócios que ele. Katherine o fascina, o frusta e o enlouquece de todas as maneiras possíveis. Além de ser uma linda mulher, ela é tão inteligente e astuta quanto ele. Quando as coisas parecem se acertar, Drew acaba botando tudo a perder com sua auto-confiança e excesso de machismo. Agora para ter paz e o amor que mais deseja, ele terá que provar por a+b que pode ser o homem da vida de Katherine .

Então começo a resenha de Atraído dizendo que foi um livro que me deixou decepcionada. Ele tinha tudo para ter uma historia entusiasmante, mas faltou algo no final das contas. Vou primeiro apontar um ponto positivo, o livro é narrado pelo próprio Drew, então dessa vez não vemos a visão da mocinha da história, mas sim do "cafajeste que tenta se regenerar", essa parte achei um tanto o quanto interessante, porque o linguajar de Drew e também suas ações, são diferentes das que estamos acostumadas com as mocinhas indefesas. Além disso, a história é contado por Drew tratando o leitor como um amigo, ou seja ele fala conosco em primeira pessoa em algumas partes, o que achei interessante também.

Agora aos pontos negativos: A capa do livro apesar de chamar a atenção, infelizmente para mim não passou exatamente o ar que a história tem, acho que faltou alguma coisa a mais, talvez até pelo fato de o próprio Drew narrar a história poderia ser diferente. O livro em si inicia-se no presente, com Drew contando o que lhe aconteceu e assim vamos acompanhando o mesmo até o final. A diagramação do livro é boa apesar de alguns erros gramaticais que encontrei. Um dos pontos que mais me incomodou, foi o romance entre Drew e Katherine que me pareceu forçado demais, não senti a química e atração que um tinha pelo outro, muito menos paixão ou amor. Outro ponto que achei fraco foram que algumas cenas que poderiam ter deixado de existir, não eram necessárias para o livro e tornaram a leitura um pouco arrastada.

Sobre os personagens Drew foi interessante, apesar de sua síndrome de narcisista, ele tem algumas tiradas engraçadas, e o jeito dele pensar me intrigou:  será que todos os homens pensam assim? Katherine infelizmente não me convenceu em nada, vi nela um personagem "boneco de gelo", não consegui sentir suas emoções e nem entender suas atitudes, para mim ela poderia ter sido muito mais bem explorada.

SOBRE A AUTORA
De dia, Emma Chase é uma dedicada esposa e mãe que mora em uma pequena cidade em Nova Jersey. À noite ela é um cruzado teclado, labutando as horas para trazer os personagens coloridos e suas palhaçadas sem fim à vida. Ela tem uma relação de amor / ódio de longa data com a cafeína. Emma é uma leitora ávida. Antes de seus filhos nasceram, ela era conhecida a consumir livros inteiros em um único dia. Escrever também sempre foi uma paixão e com o lançamento de sua comédia romântica em 2013, Atraído, a capacidade de agora chamar-se uma autora é nada menos do que um sonho tornando-se realidade.
http://www.emmachase.net/


Concluindo, foi uma história que realmente para mim faltou muito para acontecer, valeu uma "lida", mas sinceramente não lerei novamente. Indico para quem quer provar esse gênero de uma forma diferente de vista, quem sabe lhe agrade.

sábado, 18 de outubro de 2014

CineKriativa: O Doador de Memórias

Título original: The Giver   
Elenco: Meryl Streep, Jeff Bridges, Alexander Skarsgard, Katie Holmes, Taylor Swift
Gênero: Drama, Fantasia, Ficção Científica
Direção: Phillip Noyce
Roteiro: Lois Lowry, Michael Mitnick
Distribuidor: Paris Filmes
Duração: 89 min.
Ano: 2014
Classificação:

Baseado no livro homônimo de Lois Lowry, o filme conta a história de um mundo perfeito, no qual todos são felizes. Quando Jonas (Brenton Thwaites) faz 12 anos, é escolhido para ser o Receptor de Memórias da comunidade. Ele começa a treinar com um homem mais velho, chamado de O Doador. O jovem aprende o que é dor, tristeza, guerra e todas as verdades do mundo "real", e logo percebe que vive num mundo "falso". Agora, sabendo da realidade, Jonas enfretará escolhas difíceis sobre sua própria vida e seu futuro.

 
O FILME EM UMA FRASE:
É se você não pudesse sentir mais nada?

Foi muito engraçado o jeito que decidimos assistir esse filme, estávamos no cinema assistindo algum outro filme acho que era Lucy, quando vimos o trailer começar e eu e o Marcelo nos olhamos e pensamos juntos (sim isso acontece quando faz tempo que você está com uma pessoa)  

_"UOU!!!esse é nosso tipo de filme". 

Então fomos pesquisar e descobrimos que tinha um livro sobre o filme, é claro que eu não podíamos deixar de comprar o livro no mesmo instante. 

Infelizmente não consegui ler o livro antes de ir ver o filme, porque tudo está virado em uma correria e não ia dar tempo, mas fomos assistir ao filme, e digo com todas as palavras valeu muito a pena.

Em O doador de memórias acompanhamos a história de Jonas, um adolescente, que está um tanto o quanto confuso quanto a seu futuro. Ele vive em uma sociedade perfeita, onde as pessoas são designadas para suas funções ao completar a maioridade, onde existem regras específicas e ninguém conhece os sentimentos que causam revolução: como tristeza, ódio, angústia, alegria ou dor. São todos como robos e não possuem muita chance de se expressarem. 


Jonas esta com medo, pois está chegando na hora de sua função ser designada, e ele não tem ideia aonde se encaixa, quando na cerimônia lhe é dado o cargo mais importante de todos, o "recebedor de memórias".


O recebedor de memórias, será a pessoa que aprenderá tudo com o doador de memórias, tudo sobre o mundo real que conhecemos, sobre as guerras, a destruição, a emoção de viver novas aventuras. Tudo!!! 


E será ele quem irá aconselhar nas decisões importantes a serem tomadas, dentro dessa sociedade. Porém, quanto mais Jonas aprende sobre esse mundo novo, mas ele sente que existe algo de errado no mundo em que vive. E agora ele terá que tomar uma das decisões mais difícies de sua vida que podem lhe causar a morte.



Um filme espetacular, com uma história extraordinária. Reflexiva e feliz, foi assim que me senti ao sair do cinema. Talvez por não ter lido o livro antes, gostei muito mesmo do filme. Gosto muito de histórias que tenham esse pano de fundo crítico sobre a sociedade, onde fazem os leitores repensarem na maneira que vivemos e o que podemos fazer para melhorar as coisas. O Doador de memórias para mim foi isso, eles vivem sim em uma sociedade perfeita, sem discórdias ou guerras, porém para isso tiveram que abrir mão de outros sentimentos: como a alegria e o amor, o que no meu ver nos torna qualquer outra coisa menos humanos. 



O filme foi muito bem feito, um comentário especial sobre os efeitos do mesmo, no início do filme as cenas são todas em preto e branco, o que nos remete a exatamente o que a sociedade representa: um mundo sem emoções. A partir do momento que Jonas vai descobrindo as coisas, as cores voltam para tela, e nos fazem sentir como ele, mais vivos

Outra ponto interessante da historia é que eles usam um termo chamado "Precisão da Linguagem", ou seja, existem certas palavras que utilizamos que são proibidas, que não devem ser pronunciadas, como por exemplo o amor, e eles são vigiados e obrigados a obedecer essas regras.


A escolha dos atores me agradou também, o ator Brenton Thwaites que interpretou Jonas fez muito bem seu papel, porém a única crítica minha em relação a isso, foi que no livro ele é um menino de 12 anos, e no filme ele aparenta ter bem mais que isso. Temos nomes de peso como Jeff Bridges e Meryl Streep, são ótimos atores e por eles serão tão experientes, achei a parte deles muito bacana, mas senti que talvez eles pudessem ter feito um pouco melhor, talvez por eu já conhecer seus outros trabalhos e sempre somos mais exigentes com o que conhecemos.


Algumas coisas ficaram um pouco em aberto, talvez por ser um filme e ter livro sobre, inclusive o final, que ficou fazendo-me refletir, provavelmente deve ser mais de um livro pois ficou bem em aberto. Espero que as livrarias lancem o segundo volume e que tenhamos uma continuação do mesmo. Recomendo muito.

CURIOSIDADES

 
1. The Giver é a adaptação cinematográfica do livro de mesmo nome, escrito por Lois Lowry e publicado nos Estados Unidos em 1993. No Brasil, a obra foi lançada com o título O Doador.


2. A idade do personagem central do longa, interpretado por Brenton Thwaites, foi alterada para que houvesse um desenvolvimento em um romance do jovem.


3. Há muitos anos Jeff Bridges queria filmar O Doador de Memórias, no entanto, encontrou obstáculos quando a Warner Bros. adquiriu os direitos da obra em 2007. Mais tarde, os direitos foram parar nas mãos da The Weinstein Company e Walden Media. Bridges queria 
que seu próprio pai, Lloyd Bridges, fizesse o papel de O Receptor.



4. Meryl Streep gravou algumas das suas cenas na Inglaterra, onde também filmou o musical Caminhos da Floresta (2015).


5. O Doador de Memórias teve um orçamento de US$ 25 milhões.

Raquel Machado
Concluindo é um ótimo filme, para quem gosta de histórias distópicas com um fundo interessante e que te leve a refletir sobre como levar a vida.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Entrevista com Gislaine Oliveira

Bom Dia Leitores,
Hoje tenho o prazer de trazer mais uma entrevista com uma autora super querida e simpática, a Gih autora do Livro Justa Causa e blogueira do Profissão Escritor. Desde que conheci a Gih achei ela super querida, ainda mais por ser uma defensora da nossa literatura nacional. Li seu livro Justa Causa e achei mega fofo, vocês podem ver a resenha aqui. A Gih também é gaúcha e espero poder me encontrar com ela algum dia pessoalmente. Enfim sem mais delongas deixo vocês com a entrevista, vamos conhecer um pouquinho mais da autora.


1 - Quem é Gislaine Oliveira? A Gislaine Oliveira é uma menina (sim, 21 anos, mas ainda menina), sonhadora, criativa, meio mal humorada às vezes, mas muito justa. Apaixonada pelas palavras desde sempre e viciada por tudo que seja nacional (livros, músicas, filmes, séries).

2- Você lembra quando e como surgiu a sua vocação para a escrita? 
Desde sempre. Acho que já nasci escrevendo. Desde pequena eu sonhava em escrever. Amava contar histórias. Tenho textos desde que eu aprendi a escrever (cheios de erros, mas tudo bem). Lembro que na segunda série isso aflorou mais e meus textos começaram a ir parar nas feiras da minha escola. Tenho alguns até hoje.

3 - Quantos livros você já escreveu? E quantos já publicou? 
Escrevi dois e os dois foram publicados. Justa Causa, de forma independente e Os Sonhos de Rita, pela Editora Novo Romance. Tenho outros livros não concluídos. Quando eu era mais nova escrevia, escrevia, mas nunca terminava, devo ter vários livros incompletos.

4- Há algum tema específico sobre o qual você goste de escrever? 
Sim. E não podia deixar de ser: O Amor. Sou uma romântica perdida. Meus dois livros são completamente diferentes. O primeiro é uma comédia romântica e o segundo um drama romântico. Mas ainda assim, os dois tem como tema central o Amor.

5 - Como é o seu processo criativo? 
Sou daquelas pessoas indecisas. Cheias de ideias na cabeça e não sei qual escolher. Fico enrolando, escrevendo uma página de uma ideia, outra página de outra, até que alguma delas me ganha por algum motivo. Dai não paro mais de escrever. Escrevo de noite, durante o almoço, esqueço de viver e só escrevo. Passo horas escrevendo sem parar, até terminar. Depois, eu vou voltando a vida normal, até outra ideia me ganhar novamente.

6 – Qual foi o momento que te marcou mais nessa carreira de escritora? 
Vários, é difícil escolher algum. Quando terminei de colocar o último ponto no meu primeiro livro, quando ele começou a receber sim das editoras, quando alguém me entrevista , o lançamento, quando leio uma resenha. Não tem um momento, são vários momentos.

7 - Quando você escreve, já sabe qual será o desfecho da trama ou a história dita as regras? 
Eu tenho uma ideia, mas os personagens ganham vida própria ao longo da história. Justa Causa, por exemplo, tinha outro fim. Mas o Diego (um dos personagens principais) ganhou vida e exigiu outro fim. Então ele ganhou. Os Sonhos de Rita, demorei quatro anos para decidir o fim.

8- De onde surgiu a ideia para o livro Justa Causa? Pode nos contar um pouquinho sobre ele? 
Se eu te contar Raquel terei que te matar. E matar todos os leitores do seu blog também. (Risos). Mas comecei a escrever ele por causa de um concurso. No fim, desisti de participar do concurso, mas já tinha a história concluída. E ela tinha sido louvada pelas minhas leitoras beta. Então veio a ideia de publicar logo.
9- Seus personagens são fictícios ou reais? Tem algum preferido? 
Para mim eles são reais !!!! Amo de paixão o Felipe, de Os Sonhos de Rita. Mas algumas pessoas tem um pezinho atrás com ele, porque ele é meio difícil. Mas é o meu personagem mais querido. Mas também gosto muito da Déia e do Diego, do livro Justa Causa. Acho a Déia uma figurinha, dou muita risada com ela, e o Di... quem não sonharia com um homem desses?

10 - Você acha que a literatura Brasileira está sofrendo uma mudança  atualmente, as pessoas estão prestigiando mais os autores nacionais?  E como anda a qualidade de nossas histórias? 
Está mudando muito. Principalmente com o apoio de blogs como o seu. Mas ainda não é fácil. A cultura estrangeira ainda domina aqui no Brasil. Sou suspeita para falar da qualidade dos nacionais, pois sou fã incondicional. Então vou dizer apenas que estamos ganhando muito. Já podemos achar literatura nacional para todos os gostos.

11 - Você está trabalhando em algum novo projeto atualmente? Pode nos contar um pouquinho mais sobre ele? 
No momento estou apenas trabalhando em um conto para uma trilogia da Editora Novo Romance. Mas estou naquele momento cheia de ideias, mas sem saber qual escolher. Então posso dizer que ainda estou comendo e dormindo. Mas imagino que em uma semana, isso não fará mais parte da minha rotina (risos).

12 - Que conselho você daria a pessoas que estão começando a escrever  suas próprias histórias?
 
Escreva. Muito. Sem parar. E acredite em você. Esse é o principal. Porque às vezes é difícil. Então você precisa acreditar em você e nas suas palavras.

Para você:
Escrever é... minha maior paixão
Livros são...  a fuga da realidade
Inspiração Literária... a vida
Um livro: O morro dos ventos uivantes- Emily Bronte
Um personagem: Heatcliffe de O Morro dos Ventos Uivantes e Felipe de Os Sonhos de Rita
Um(a) autor(a): Pedro Bandeira
 Um Sonho... Escrever muitos livros e ir ao Programa do Jô. Porque neh!!!!!
 
Quer deixar um recado para os leitores? 
Acredite em você! E leiam meus livros, hahahahhahahha

ONDE ENCONTRAR A AUTORA
E-mail: gisasouzadeoliveira@bol.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/gislaine.oliveira.1088
Fanpage: https://www.facebook.com/ossonhosderita
Blog: http://profissao-escritor.blogspot.com.br/
Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/395970-justa_causa e http://www.skoob.com.br/livro/410710-os-sonhos-de-rita

Venda dos livros:
Justa Causa físico: Através do clube de autores: https://www.clubedeautores.com.br/book/166602--Justa_Causa#.VDFKMfldVqU ou através do e-mail: gisasouzadeoliveira@bol.com.br
Justa Causa E-book Através do clube de autores: https://www.clubedeautores.com.br/book/166602--Justa_Causa#.VDFKMfldVqU ou através da Amazon: http://www.amazon.com.br/Justa-Causa-Gislaine-Souza-Oliveira-ebook/dp/B00N21HT9E/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1412516403&sr=8-1&keywords=justa+causa
Os sonhos de Rita ebook: http://www.amazon.com.br/Os-Sonhos-Rita-Gislaine-Oliveira-ebook/dp/B00NBFLKT6/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1412516515&sr=8-1&keywords=os+sonhos+de+rita