quarta-feira, 27 de maio de 2015

CineKriativa: Nosso Lar

Diretor: Wagner de Assis
Elenco: Renato Prieto, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland mais
Gênero: Drama
Duração: 102 min.
Distribuidor: Fox Film do Brasil
Ano: 2010
Classificação

Ao abrir os olhos, André Luiz sabe que não está mais vivo - embora sinta fome, sede, frio, ele percebe que não pertence mais ao mundo dos encarnados. Ao seu redor, uma planície escura, desértica, tenebrosa, marcada por gritos e seres que vivem à sombra. As dúvidas e as dores intensificam-se. Que destino seria esse? A trajetória deste médico bem-sucedido pelo mundo espiritual é a história de Nosso Lar.

Após o sofrimento nessas zonas purgatoriais, ele é levado para a cidade que intitula o filme. Novas lições e conhecimentos, marcados ainda por momentos de dor e sofrimento, estão no caminho deste homem, que enquanto aprende como é a vida em outra dimensão, também anseia em voltar à Terra e rever a família. Só que, ao conseguir ver seus entes queridos, André Luiz percebe a grande verdade- a vida continua para todos.



O FILME EM UMA FRASE:
Uma verdadeira lição para todos.

Oi pessoal,
Hoje trago a resenha de um filme muito especial e peculiar para todos: Nosso Lar. Comecei a frequentar o centro espírita esse mês e estudar um pouco mais sobre essa religião, e todas as pessoas do mesmo me indicaram assistir a esse filme que tem um apanhado geral, sobre tudo que o espiritismo prega, então estava muito curiosa para assisti-lo.



Em Nosso Lar conhecemos a história de Andre (mentor do chico xavier) um homem de posses, um médico renomado, um pai de família severo e reservado. Infelizmente Andre acaba sendo atingido por uma doença mortal e acaba por falecer e o filme começa exatamente nesse ponto onde encontramos ele no Umbral. 


O Umbral seria algo parecido como o purgatório, um local onde as pessoas ficam por determinado tempo mergulhadas em seu sofrimento e dor, pensando sobre as coisas que fizeram durante sua vida, passando fome e sede. 


Nesse lugar conseguimos acompanhar algumas das memórias de Andre, e de como ele se portou durante sua vida. Uma das cenas que mais me chamou atenção foi que o médico sempre atendia um casal de idosos no final do seu dia, porém ele não fazia isso por bondade ou caridade, mas sim porque sua secretária sempre cobrava dele. Enfim, nesse local Andre começa a repensar sobre sua vida e como ele se comportou, sofrendo de fome e sede, além das dores da carne mortal.


Depois de muito sofrimento ele decide pedir socorro e os espíritos iluminados vão ao seu encontro, o resgatando e o levando para o "Nosso Lar" que é uma das colônias onde os espíritos vivem, para se recuperar e se preparar para suas próximas reencarnações. Lá Andre descobre que sua vida terrena acabou e começa a se preocupar com sua família e como todos estão, porém antes de ir vê-los, ele terá que se acostumar com sua nova morada, aprendendo sobre si mesmos e suas atitudes, mudando seus pensamentos e aprendendo que nossa vida é eterna.



Achei o filme muito interessante, principalmente para mim que estou tentando entender um pouco mais sobre essa religião, ele trata de várias questões sobre o que nos espera do outro lado e como devemos lidar com isso. Confesso que fiquei um pouco assustada no início com as cenas do Umbral e de como esse local traz sofrimento e dor. E por mais que seja difícil compreender, acredito que todos nós vamos dar uma passadinha por lá, afinal ninguém é perfeito nessa vida e todos temos nossos erros que temos que compreender para seguir em frente, rezo para que seja apenas uma passadinha rápida.

Na segunda parte do filme somos apresentados a colônia Nosso Lar" que me deixou simplesmente encantada. Um lugar tranquilo, muito tecnológico e onde todos possuem suas funções para auxiliar na evolução da espécie. Então sim, nosso trabalho não termina aqui, temos muito o que fazer ainda, lá todos tem uma função que é para o bem de todos os seres, ninguém é realmente obrigado a fazer nada, porém para evolução e progresso o estudo e o trabalho são ferramentas importantíssimas.

Nesse local Andre começa a aprender mais sobre a vida após a morte, ele como qualquer um de nós tem seus acertos e seus erros, e conforme o tempo vai passando ele vai amadurecendo com os mesmos. Uma parte muito interessante que é explorada nesse filme também, são os hospitais desse local, onde são levados os espíritos trazidos do Umbral. Andre como médico começa a estudar e auxiliar nessa parte, achei muito interessante ao entender que a cura se resume na energia que carregamos dentro de nós mesmos.



Enfim Andre começa a trabalhar, pois somente quem trabalha ganha méritos para descer a Terra e visitar seus familiares e ele quer isso mais do que tudo. Então acompanhamos seu progresso, porém quando ele consegue alcançar seu objetivo as coisas saem um pouco de controle, o desafiando a aprender com seus erros e fazendo ele se tornar uma pessoa melhor e mais evoluída.

Recomendo o filme para todos que querem conhecer um pouco mais sobre o espiritismo e que estejam aberto a novas opiniões e ideias sobre nossa existência.


CURIOSIDADES:
1. Baseado no livro homônimo psicografado por Chico Xavier em 1944.

2. Filmado em julho, agosto e setembro de 2009, em locações no Rio de Janeiro e Brasília.

3. O livro no qual Nosso Lar é baseado já vendeu 2 milhões de exemplares. Ele já foi traduzido para o inglês, alemão, francês, espanhol, esperanto, russo, japonês, tcheco, braile e grego.

4. Os direitos de adaptação foram cedidos pela Federação Espírita Brasileira à Cinética Filmes no final de 2005.

5. Renato Prieto se preparou durante seis meses para atuar em Nosso Lar. Neste período ele emagreceu 18 quilos, através de acompanhamento médico e de uma dieta que cortou carboidratos e permitia uma quantidade bem baixa de calorias.

6. Durante as filmagens, Renato Prieto chegou a ficar cerca de sete horas na sala de maquiagem, para rodar as cenas do umbral.

7. Cerca de 90% das cenas requisitaram algum tipo de efeito especial, desde a criação de prédios, ruas e casas da cidade espiritual até a aparência dos espíritos e sua forma de viver.

8. A cidade de Nosso Lar está localizada a 50 km de distância da Terra.

9. A muralha de Nosso Lar foi realmente construída, em uma fazenda em Guaratiba, na cidade do Rio de Janeiro. A construção tinha 70 metros de comprimento e sete metros de altura.

10. Após o término das filmagens em Guaratiba, o portal e 20 metros da muralha foram transportados para o bairro de São Cristóvão, no Rio. Lá foram filmadas, em detalhe, a entrada e a alameda principal da cidade de Nosso Lar.

11. As cenas da parte externa de Nosso Lar foram rodadas no Monumento dos Pracinhas, no Rio de Janeiro. 

12. As cenas do umbral foram rodadas em uma pedreira no bairro de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, em um espaço de 10 mil metros quadrados.

13. Nas cenas na casa de Lísias, a rua foi composta a partir de construção real e efeitos visuais para reproduzir as casas de Nosso Lar. Foram construídas fachadas de algumas casas e, com a ajuda de painéis de chroma key, foi gerado o efeito de uma rua repleta de casas;

14. Foi necessária mais de meia tonelada de gelo seco para a reprodução de diferentes tipos de fumaça.

15. O aerobus tinha 14 metros de comprimento e pesava sete toneladas. Ele foi construído em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, e levou cinco dias até chegar ao Rio de Janeiro, local das filmagens. O único meio de transportá-lo foi usando uma carreta estendida.

16. Foi lançado em 435 salas de cinema, recorde até então para a estreia de filmes brasileiros.

17. Levou 541.853 espectadores às salas de cinema em seu primeiro final de semana. Trata-se da terceira maior abertura da retomada do cinema brasileiro, atrás apenas de Chico Xavier (2010) e Se Eu Fosse Você 2 (2009).

18. Atingiu a marca de um milhão de espectadores em apenas cinco dias de exibição. É o melhor desempenho de um filme brasileiro nos cinemas no período da retomada.

TRAILER:

3 comentários:

  1. SEMPRE falam coisas boas sobre esse filme. Religiosos, agnosticos, todo mundo. ainda vou assistir qualquer dia desses.

    http://brendovieira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii Raquel, tudo bem? Meus sogros são espíritas então eles iriam adorar o filme, eu acho. E já tinha ouvido falar sobre o Umbral e tudo o mais.
    Eu, em contrapartida, não sou religiosa. Acredito em algumas coisas, desacredito em outras. Mesmo assim, acho que ia curtir o livro, pois conhecimento e entender de outros pontos de vista sempre é bom :)
    Mas confesso que esse Umbral me dá arrepios :P
    Beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir