quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

A Rainha está morta de Pedro Guerra

 

 
ISBN: 8581741223
Editora: Quatrilho Editorial
Assunto: Literatura Nacional - Ficção Policial
Edição: 1
Ano: 2013
Nº de Páginas: 108
Classificação:
Onde Comprar:

Um assassinato durante o maior concurso de beleza abala a gélida Caxias do Sul de 1998. A bela Isabel Radaelli é encontrada morta minutos antes de receber a tão sonhada coroa de Rainha da Festa da Uva. Agora, todos são suspeitos para o detetive Benjamin Lisboa, que chegará à chocante conclusão de que tudo dependia do dia seguinte. Uma história que vai intrigar o leitor do início ao fim e surpreender com seu desfecho inesperado.

O livro em uma frase/pergunta:
Quem matou a rainha?
 
Ola Leitores,
Hoje tenho o prazer de trazer uma super resenha nacional, de um autor muito querido e simpático que tenho a honra de conhecer pessoalmente: Pedro Guerra autor do livro A Rainha está Morta. O Pedro é um dos escritores mais criativos que já tive o prazer de conhecer, ele mora aqui na minha cidade e o lançamento do livro dele foi um sucesso tremendo, por causa do marketing elaborado por ele. Conheci a história do Pedro em uma entrevista que ele deu para uma TV local, quando descobri que ela se tratava de um tema que todo mundo daqui conhece, "A FESTA DA UVA", logo tive certeza que teria que ler esse livro. O Pedro ganhou a simpatia e a atenção de boa parte da população caxiense nesse seu romance policial que vou compartilhar um pouco com vocês agora.

 

Em A Rainha está morta acompanhamos a escolha das soberanas da festa da Uva. A Festa da Uva é uma festa tradicional de Caxias do Sul que acontece de dois em dois anos na cidade, e como se fosse um Carnaval em pequenas proporções. Onde temos um desfile especial que conta a história da tradição do povo e são escolhidas três moças para representar a cultura em vários lugares aqui da Serra, são elas: a Rainha e as duas Princesas. Essas moças são jovens lindas que representam em sua grande maioria alguma empresa de renome da cidade. O desfile acontece nos Pavilhões da Festa da Uva, onde uma mesa de jurados selecionará as três candidatas que ganharão o cargo.
 
Assim começa a história de Pedro, no dia do desfile da escolha das soberanas. Isabel Radaelli é a candidata predileta de todos, com sua beleza estonteante e simpatia ela já tem o apoio de metade da população, o que faz com que as outras candidatas ficassem por vezes com inveja da moça.
 
Tudo seria perfeito para Isabel naquela fatídica noite, porém uma tragédia acontece quando a moça é assassinada minutos antes do anúncio de sua coroação. Nessa mesma noite assistiam ao desfile o detetive Benjamin Lisboa e o inspetor Enrico Pagliatti, que ao verem o decorrer da festa tomar rumos estranhos, decidem verificar o que está acontecendo, descobrindo então o corpo da jovem morto no banheiro feminino. Uma comoção e tanto para a cidade que nunca poderia suspeitar de um assassinato tão frio, em uma das mais belas festas da região.

Todos parecem ser culpados, pois cada um tem um motivo diferente de querer Isabela morta, e tudo fica mais complicado ainda quando no dia seguinte, uma matéria gritante é vista na primeira página do jornal: "A Rainha está morta". Todos querem um culpado e está nas mãos de Lisboa e Pagliatti desvendar esse mistério que pode trazer segredos mais terríveis do que eles podem imaginar.

MINHA OPINIÃO


 
A Rainha está morta do escritor Pedro Guerra me surpreendeu em vários sentidos. Confesso que não sou muito fã de gêneros policiais, porém ao saber que essa história se passava aqui na minha cidade e foi escrita por um autor daqui, eu não poderia deixar de conhecê-la. E foi uma grande decisão, pois o livro me agradou muito.
 


 
A escrita de Pedro é leve e bastante detalhada, em vários momentos conseguia me transportar para os locais que o autor descrevia e me ver encantada com os cenários. Os personagens foram muito bem construídos, me sentia amiga deles no final do livro. A capa do livro que eu tenho ainda é da primeira edição, a qual acho muito linda e tem tudo a ver com a história em si. O enredo do livro não poderia ter sido mais assertivo aqui para nossa cidade, pois tratando-se da Festa da Uva todos aqui conhecem e com certeza ficaram curiosos em relação a essa história. A diagramação do livro não deixa nada a desejar e não encontrei erros ortográficos ao longo dos capítulos.

No início do livro temos um depoimento de uma grande amiga minha também, a autora Alessandra Rech onde ela fala um pouco sobre o autor e sua escrita, achei muito boa essa ideia. Ao final do livro temos também algumas notas do autor sobre a inspiração do livro, o que me fez respeitar mais ainda por sua criatividade e com certeza virar uma fã sua.

Sobre os personagens Isabel Radaelli foi uma personagem e tanto, apesar dela não aparecer muito no livro, senti que conhecia ela e me senti comovida com sua morte prematura. Além disso, dou ênfase ao nome dessa personagem que teve um cuidado especial por parte do autor, afinal Isabel foi o primeiro tipo de uva cultivado pelos colonizadores da Serra e Radaelli é o sobrenome de Tomaso, o homem que adquiriu essas mudas aqui para região. O que falar disso? ótima pesquisa, ótima escolha.
Ainda dou ênfase especial as personagens Landa Mendez, uma das candidatas que tem uma grande participação em toda a história e Lorena Vertino que me deixou com a pulga atrás da orelha em diversas partes.
 
Dos personagens principais não posso deixar de comentar também, sobre Benjamin Lisboa, nossa estimado detetive, que tem uma mente muito fértil e uma personalidade muito especial, pelo seu estilo de ser, ver, agir, falar e vestir. Além disso, seu colega Enrico também tem uma participação muito especial nesse caso, e seu jeito mais "malandro" de ser tornou algumas cenas mais divertidas.
 
Voltando um pouco para questão do Marketing, o próprio autor criou um "fake" no Facebook para a personagem Isabel, alguns meses antes do lançamento do livro, o que causou muita curiosidade em várias pessoas. E quando ele postou a notícia de um jornal que ela tinha sido morta, o povo daqui não entendeu mais nada. Só depois que Pedro lançou o livro é que todos conseguiram entender toda a situação, o que foi uma grande jornada de Marketing. Pois antes mesmo de ler o livro já estáamos encantados por Isabel e sua história.
 
Quer saber um pouquinho mais sobre a história, veja o teaser:
 
Concluindo é um livro policial muito bem desenvolvido, com pistas que levem ao leitor pensar em diversas teorias, e o final realmente é bem mais do que eu imaginava ser, aliás desafio vocês a descobrirem o real assassino. Parabéns Pedro pela história e espero
Raquel Machado
que seja um dos muitos sucesso que você venha a lançar.

E essa semana vou trazer uma entrevista super especial com o autor sobre essa história, então não percam!!

8 comentários:

  1. Não conhecia o livro nem o autor, mas fiquei super curiosa por essa história.
    Apesar de ultimamente não ter lido tantos livros do gênero, livros policiais sempre me chamam a atenção.
    Achei muito bacana também esse fato do autor ter escolhido uma coisa mais regional. É legal até para quem não mora na cidade poder conhecer um pouco, mesmo não sendo este o foco.
    E que estratégia de marketing mais bacana. Muito criativo o autor.
    Espero poder ler o livro em breve. Já anotei aqui no caderninho de desejados.
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Não tinha ouvido falar desse livro ainda, mas parece ser uma história interessante, faz anos que gosto de romances policiais, então acho que leria esse livro, sim.

    aguardandoocamaleao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oii linda. Feliz ano novo, hahhaha :3 Muito sucesso!!!
    Adorei a história do livro. E o autor parece ser super querido e criativo. Adorei a ideia dele :)
    Falando em festa da uva, hahha, esses dias ainda estávamos comentando. E como a festá é logo né, (acho que é, não lembro a data bem certa) acho que teve tudo a ver, hahah.
    Adorei sua ideia de vir para a feira aqui. Nós podíamos trocar figurinhas né? hahah, vc me passa os contatos daí e eu te passo os daqui :)
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Raquel! Tudo bem?!

    Adorei a resenha. Fico muito feliz em ver tantos autores nacionais fazendo sucesso assim como você e o Pedro. Adorei a sinopse do livro, vou ter que comprar! hahah =P

    Beijos.

    www.livroseflores.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Raquel, tudo bem? Muito bom seu blog. Gostei. Conheci seu trabalho após ler a resenha do seu livro Vingança Mortal no blog Resenhas Teen. Parabéns por nos presentear com seu bom trabalho. Nosso povo vive sedento de cultura e sem dúvidas nossos escritores nacionais estão dando show de bola. Cada novo trabalho nacional que conheço tenho a certeza que nossa literatuda estão no caminho certo. Parabéns!!! Vá Além!!!

    ResponderExcluir
  6. Oiê Raquel! Parabéns, ficou muito boa a sua resenha (como sempre), esse livro é tudo de bom (muito bem escrito, com enredo fantástico e final surpreendente) ah é, e o escritor queridíssimo! 1 baita abraço nos dois

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro nem o autor, mas foi bem positivo acompanhar sua opinião.
    Valeu pela dica e parabéns pelo apoio ao autor nacional!!!

    ResponderExcluir
  8. O nome é Lana Mendez e não LANDA Mendez. De nada.

    ResponderExcluir